Por Carol e Babinho

Tudo sobre a ilha de Dhigurah: nadando com tubarão baleia nas Maldivas

Tudo sobre a ilha de Dhigurah: nadando com tubarão baleia nas Maldivas

Ilha de Dhigurah - Maldivas

Não é novidade pra ninguém que as Maldivas são o paraíso! Entre centenas de ilhas disponíveis, como escolher aquela que seja perfeita pra você? Neste artigo, vamos te contar em detalhes porque amamos de paixão a ilha local de Dhigurah e porque acreditamos que ela é parada obrigatória para quem vai às Maldivas.

Já adiantamos que a ilha de Dhigurah possui um dos bancos de areia mais lindos do mundo, que é publico – ou seja, você não precisa pagar nada para acessá-lo e pode ir andando pela praia mesmo. Além disso, é um dos melhores locais do planeta para mergulhar com o maior peixe do mundo, o tubarão baleia.

E, pra completar, como é uma ilha local, há pousadas, hotéis e restaurantes muito mais baratos do que os tradicionais resorts nas Maldivas. Dessa maneira, é possível conhecer o paraíso a preços bem mais acessíveis. Inacreditável, né?

Ilha de Dhigurah - Maldivas
O tubarão baleia é uma das principais atrações na ilha de Dhigurah

Vem com a gente que, neste artigo, vamos te contar tudo o que você precisa saber sobre a ilha de Dhigurah para programar sua ida para as Maldivas: como chegar, onde ficar, onde comer, o que fazer e etc. Temos certeza que você vai amar conhecer mais sobre essa ilha surpreendente!

AS ILHAS MALDIVAS

As Ilhas Maldivas são um dos destinos mais cobiçados do mundo, mas muitas pessoas acreditam que elas se reduzam apenas aos resorts com bangalôs sobre a água. E há muito além disso! Temos um artigo completo introdutório chamado “Tudo o que você precisa saber antes de ir para as Ilhas Maldivas”.

Bangalô sobre as águas nas Maldivas
Bangalô sobre as águas nas Maldivas

Se você ainda não leu esse artigo, sugerimos que comece sua leitura por ele. Lá, você vai encontrar a diferença entre as ilhas locais e os resorts, melhor época para visitar o país, taxa de 22% que se aplica sobre tudo e muito mais… E até o fato de que, nas ilhas locais, é proibido beber ou comercializar álcool. Sabia disso?

Além dele, temos também outro artigo completíssimo sobre o que fazer nas Maldivas. Nele, você vai encontrar o melhor material da Internet com informações detalhadas sobre 10 atividades imperdíveis nas ilhas. Acesse o artigo clicando aqui.

Estes dois artigos vão te dar um bom panorama do que são, de fato, as Maldivas! Além deles, temos também um relato sobre a nossa estadia em um bangalô sobre a água no melhor hotel em que nos hospedamos na vida (link aqui). Dito isto, podemos agora falar especificamente sobre a ilha de Dhigurah. Vamos lá?

Ilha Dhigurah - Maldivas
 Viu a gente ali pequenininho neste paraíso?

POR QUE ESCOLHEMOS CONHECER A ILHA DE DHIGURAH?

Há dezenas, centenas de ilhas maravilhosas nas Maldivas abertas para o turismo. Por que, então, escolhemos conhecer a ilha de Dhigurah? Foram basicamente quatro motivos! O primeiro motivo é que nadar com um tubarão baleia é meu sonho (Carol), desde criança.

O tubarão baleia sempre me encantou. Como um animal tão grande e exótico pode ser tão doce e gentil? É o maior peixe do mundo e, ao mesmo tempo, o animal mais dócil que existe.

Nadar com um tubarão baleia é algo raro. Poucos locais no mundo oferecem essa oportunidade e, na maioria deles, ela é sazonal – ou seja, apenas em determinada época do ano. Em Dhigurah, é possível nadar com os tubarões baleia o ano todo e são grandes as chances de encontrá-los.

tubarão baleia - ilha de dhigurah - maldivas
Um verdadeiro sonho nadar lado a lado com um tubarão baleia!

Nos tópicos abaixo, vamos contar exatamente como foi a nossa experiência com esse gigante. Outro fator que nos levou a escolher a ilha de Dhigurah foi que ela possui um dos bancos de areia mais famosos das Maldivas. Aliás, “dhigurah” na língua local significa “ilha comprida”.

Um passeio a um banco de areia nas Maldivas pode custar cerca de US$ 200 por pessoa, mas, na ilha de Dhigurah, você pode acessar o banco de areia gratuitamente, caminhando pela praia mesmo. Além disso, como não é um passeio pago, você pode ficar quanto tempo quiser e aproveitar bastante, assim como nós fizemos.

O terceiro motivo que nos levou a escolher a ilha Dhigurah é que, como a ilha é local, os preços são infinitamente menores do que nos resorts. Um passeio para nadar com um tubarão baleia, por exemplo, saindo de um resort, não sai por menos de US$ 150 – enquanto, na ilha local, sai por volta de US$ 75.

banco de areia - maldivas - ilha dhigurah
Banco de areia paradisíaco na ilha de Dhigurah

Ou seja, metade do preço! Agora imagine a gente que estava disposto a fazer o passeio dois ou três dias seguidos – afinal, não é garantia que você vai encontrá-lo na primeira vez… a diferença de preço é absurda no orçamento final.

O quarto e último motivo foi o fato de que queríamos conhecer uma ilha local. No nosso estilo de viagem, não faz sentido visitar um país e limitar-se a ficar dentro de um hotel. Queríamos ver o povo, as pessoas, a cultura: ou seja, conhecer as Maldivas de fato!

Por essas razões, escolhemos conhecer a ilha de Dhigurah nas Maldivas e temos certeza de que fizemos uma decisão super acertada. Nos próximos tópicos, vamos falar mais sobre como foram esses dias na ilha.

Distância entre a ilha da capital Male e a ilha de Dhigurah

COMO CHEGAR NA ILHA DE DHIGURAH

Este é, aliás, um tópico muito importante ao pesquisar sobre as Maldivas. Somente as ilhas mais próximas da capital Male são acessíveis de barco e o preço dos aviões pode ser bastante salgado. Por isso, o deslocamento entre as ilhas é um tema muito sensível em uma viagem para as Maldivas!

A ilha de Dhigurah está relativamente perto de Male e pode ser acessada tanto por barco como por avião. De barco, são 2 horas aproximadamente (depende do clima) e custa entre US$ 50 e US$ 60 por trecho.

Apesar de não haver aeroporto na ilha de Dhigurah, outra possibilidade é pegar um avião de Male até Maamigili – onde há um aeroporto – e, de lá, pegar um speedboat até Dhigurah. Essa opção sai por volta de US$ 140 o trecho e dura cerca de 50min (20 de avião + 20 de barco).

hidroavião maldivas
Preços dos hidroaviões nas Maldivas podem ser bastante salgados

Nós optamos por ir de avião, porque os horários dos barcos – tanto na ida quanto na volta – ficavam muito ruins para a gente. Se os horários fossem bons, teríamos optado por ir de barco rápido.

Atenção! Os turistas nas Maldivas não conseguem comprar os voos domésticos diretamente no site da companhia aérea. Isto é feito por intermédio do seu resort, hotel ou pousada. No nosso caso, por exemplo, entramos em contato com o Bliss Dhigurah, nosso hotel, e eles mesmo fizeram a reserva e a compra das passagens aéreas pra gente.

 ilha de Dhigurah - Maldivas
Praia em frente ao nosso hotel

Fique ligado: as companhias aéreas só confirmam o horário dos voos domésticos nas Maldivas um ou dois dias antes. O que eles fazem com antecedência é dizer que, em determinado dia, haverá um voo no final da tarde, por exemplo. Mas o horário exato o seu hotel te avisará no dia anterior, provavelmente.

É bom registrar que, se você optar, como a gente, por voar, a companhia aérea organizará toda a logística ao chegar ao aeroporto de Maamigili. De lá, os passageiros são levados ao porto da ilha e cada um pega um barco, de acordo com o seu destino final. É bem tranquilo e organizado!

A ILHA DE DHIGURAH

A ilha de Dhigurah é uma ilha local, com muitas opções de hotéis e pousadas. Diferentemente das ilhas particulares, em que um único resort toma conta da ilha, nas ilhas locais há uma variedade de opções de hospedagem.

banco de areia - ilha dhigurah - maldivas
Praia de Dhigurah

Ao viajar para as ilhas locais, escolher um hotel é o primeiro passo a ser tomado. Isso porque eles organizam toda a logística para você. Não só em relação ao deslocamento até a ilha, como falamos acima, mas também organizam os passeios e mergulhos durante a sua estadia. O nosso hotel Bliss Dhigurah organizou tudo pra gente!

Conhecemos algumas ilhas nas Maldivas e podemos dizer que, apesar de o snorkel em Dhigurah ser bom, não é dos melhores das Maldivas. As praias na ilha não têm tantos corais assim e, na verdade, quanto mais coral, mais vida.

Por outro lado, as praias de Dhigurah são paradisíacas, com areia branquinha, vegetação verde e água azul turquesa transparente! Em frente ao Bliss Dhigurah, é um ótimo ponto para aproveitar a praia. Como você deve ter lido no nosso artigo introdutório sobre as Maldivas, o país é muçulmano e, por isso, é proibido usar roupa de banho de praia.

Bliss Dhigurah - Maldivas
Nosso hotel Bliss Dhigurah, de cadeiras laranjas no rooftop, bem em frente à praia

Há, porém, uma exceção: as “bikini beach”, em que os turistas podem usar biquíni e roupas de banho livremente. Fique ligado: se você for a uma ilha local nas Maldivas, pesquise antes onde ficam as bikini beach da ilha e se são perto do hotel que você escolheu.

Então, uma das coisas mais legais para se fazer em Dhigurah é mesmo curtir as praias. Saindo do Bliss Dhigurah e caminhando cerca de 40 min pela areia mesmo, é possível acessar o banco de areia da ilha – que é simplesmente fantástico.

Com certeza, é um dos lugares mais lindos que já fomos na vida. Parece um cenário de filme! No primeiro dia em que fomos, não havia absolutamente ninguém lá. Aproveitamos o banco de areia sozinhos por umas 3 ou 4 horas.

banco de areia -ilha de dhigurah - maldivas

Na segunda vez, havia 2 casais além da gente. Um deles foi embora logo e o outro permaneceu com a gente boa parte do tempo. É claro que, além dos humanos, havia também muitos tubarõezinhos na água! rs

É bom lembrar que o banco de areia não tem nenhuma estrutura. É basicamente isso mesmo: um banco de areia e o mar. Provavelmente por isso, o banco de areia está quase sempre vazio… Não tem cadeira de praia nem lugar pra se proteger do sol. Então é bom levar muito filtro solar, boné, lanchinhos e água.

Na primeira vez, fomos e voltamos andando e confessamos que, ao final, estávamos muito cansados do sol, porque passamos muitas horas lá. Era tão lindo e mágico, que não queríamos ir embora nunca, mas a volta foi bem cansativa…

ilha de Dhigurah - maldivas
Caminho pela praia até o banco de areia

Por isso, na segunda vez em que fomos, o Bliss Dhigurah organizou uma espécie de “transfer” pra gente. Pagamos US$ 7 para um nativo que nos deu uma carona em uma espécie de tuk tuk e nos deixou bem perto do banco de areia. Achamos que valeu super a pena…

Consideramos ir de bicicleta, mas as bicicletas próprias pra andar na areia da ilha já estavam alugadas (aliás, fica a dica: ao chegar à ilha, já procure o aluguel de bike, facilita bastante o deslocamento na areia).

Além de curtir as praias e o banco de areia, você também pode participar dos passeios que o hotel oferece. No Bliss Dhigurah, havia um quadro no lobby do hotel com informações sobre os tours dos próximos dias. Os mais comuns são mergulhos e snorkel para nadar com tubarão baleia, arraia manta ou até mesmo pescar…

arraua manta - maldivas - hanifaru bay
Nadando com mantas em um dos melhores locais do mundo – Baía de Hanifaru

(Nós não fizemos o passeio com as arraias manta porque fomos primeiro para a ilha de Dharavandhoo, um dos melhores locais no mundo para mergulhar com estas arraiasveja o vídeo neste link aqui! Mas existe a possibilidade de nadar com mantas também em Dhigurah…)

COMO É NADAR COM O TUBARÃO BALEIA NA ILHA DE DHIGURAH

Bom, como falamos acima, nadar com um tubarão baleia era um dos maiores sonhos da minha vida! Nos parágrafos abaixo, vamos te explicar direitinho como são os passeios para nadar com esses doces gigantes.

Em primeiro lugar, gostaríamos de agradecer a Anne, dona do Bliss Dhigurah, que nos explicou tudo o que sabemos sobre encontros com tubarões baleia – e, acredite, essas informações são MUITO difíceis de serem encontradas na Internet…

Nesse link, você acessa um vídeo iradíssimo do nosso Instagram com imagens sensacionais nossas nadando com o tubarão baleia!

tubarão baleia - maldivas - ilha dhigurah

Aliás, somente pela verdadeira consultoria sobre o assunto que ela nos deu, já valeria a pena ter nos hospedado no Bliss Dhigurah. Uma dúvida muito grande que a gente tinha era se era melhor mergulhar de cilindro ou fazer snorkel para nadar com o tubarão baleia.

Para você ter uma ideia, nós fizemos esta pergunta a outro hotel e a resposta que recebemos foi: “ué, se você tem o curso de mergulho, melhor aproveitar e já mergulhar”, mas depois descobrimos que não é bem assim…

A Anne, do Bliss Dhigurah, nos explicou que, embora as pessoas tenham a impressão de que o tubarão baleia nade devagar, ele, na verdade, nada muito rápido. É um animal muito grande, que, ao se mover, desloca muita água.

tubarão baleia - maldivas - ilha dhigurah

Portanto, se você for mergulhador e estiver de cilindro na hora em que encontrar o tubarão baleia, ele vai passar por você muito rapidamente – em menos de um minuto provavelmente. Com toda a restrição de movimento que o equipamento de mergulho impõe, não é possível nadar com ele por um período maior.

Por outro lado, no snorkel, a logística é muito mais fácil. Ao avistar o animal, a pessoa cai na água e vai nadando ao lado do tubarão baleia quanto tempo conseguir! A Anne tinha nos dito que era possível nadar mais de meia hora com ele e foi exatamente isso que aconteceu com a gente 😊

A primeira informação importante que precisamos falar é que os passeios com os tubarões baleia não saem todos os dias. Preste atenção nisso! É bom mandar e-mail para o hotel antes e verificar como está a disponibilidade deles naquela data e etc.

ilha de Dhigurah - maldivas - turbarão baleia
Minha foto preferida! 🙂

Nós, por exemplo, ficamos 4 dias na ilha de Dhigurah e só nadamos com o tubarão baleia uma única vez! Não havia snorkel programado para o dia em que chegamos e, como queríamos aumentar as chances de encontrá-lo, contratamos um passeio em uma empresa de mergulho da ilha.

A empresa é parceira do Bliss Dhigurah e eles tinham um tour para mergulho com tubarão baleia saindo no dia seguinte. Apesar de acreditarmos que o snorkel seria a melhor opção, reservamos este passeio porque era o único disponível naquele dia.

Funciona assim: depois de avistar o tubarão baleia, os mergulhadores caem na água um pouco mais à frente, na esperança de que ele passe por aquele ponto dentro de algum tempo. Fizemos isso e, infelizmente, o tubarão baleia não passou.

ilha de Dhigurah - maldivas
Prontos para cair na água em busca do tubarão baleia…

Um parênteses: neste dia, percebemos que há muitos barcos cheios de pessoas tentando nadar com o tubarão baleia. Perdemos as contas, mas havia uns 8 barcos, todos com pelo menos umas 10 pessoas dentro, com o mesmo objetivo… Ali percebemos que ficar lado a lado com o tubarão baleia não seria uma missão tão fácil assim.

Mas, na verdade, naquele dia, ninguém que caiu na água conseguiu vê-lo – nem no snorkel, nem no mergulho. Mas, apesar disso, tivemos um encontro muito especial, que só as Maldivas podem proporcionar.

Enquanto o barco estava parado no primeiro ponto de mergulho, vimos vários golfinhos passando a alguns metros de distância. Pedimos para o capitão ir até lá e ele nos deixou perto do local onde os golfinhos passariam dali a alguns instantes…

Ilha Dhigurah - Maldivas
No primeiro dia, não vimos tubarão baleia, mas nadamos com os golfinhos… que sonho!

Nadamos super rápido na direção deles e tivemos um encontro mágico com os golfinhos! Foram apenas alguns segundos, porque os golfinhos sim, nadam muiiiito rápido, mas muito especial! Chegamos lá e eles passaram pela gente brincando uns com os outros, sem notar nossa presença. (No destaque “Maldivas” no nosso Instagram, há o vídeo da gente nadando com os golfinhos).

Pois bem, apesar da nossa primeira tentativa frustrada de ver o tubarão baleia, ainda tínhamos o passeio de snorkel que estava organizado para o dia seguinte. Acontece que amanheceu chovendo muito, muito mesmo!

E o passeio, que estava marcado para às 09hs, não rolou. Ficamos dentro do quarto esperando novidades, até que o Shaheen, que é o responsável pelos passeios no Bliss Dhigurah, remarcou o tour para às 13hs.

Ilha Dhigurah - Maldivas
Dhoni, barco típico das Maldivas

Confesso que estávamos sem esperanças, porque o dia continuava muito nublado e chovendo, mas aquela seria nossa última oportunidade de nadar com o tubarão baleia nas Maldivas… então fomos!

O dhoni, barco típico das Maldivas, possui uma arquitetura bem própria: há uma espécie de “teto” no barco. Lá em cima, no “segundo andar”, os guias ficam em pé, observando a água o tempo todo, tentando avistar o tubarão baleia.

Quando o nosso barco saiu da ilha, percebemos que éramos o único barco que estava tentando avistar o tubarão baleia… E, quando subimos e constatamos que era praticamente impossível ver algo naquele dia tão nublado, ficamos muito desanimados! Até tiramos a foto abaixo pra postar, rsrs:

ilha de Dhigurah - maldivas
A tristeza de quem tinha certeza de que não veria o tubarão baleia…

Logo descemos para o “primeiro andar” do barco e ficamos ali meio desconfiados, enquanto o Shaheen tentava ver o tubarão baleia no “segundo andar”. E não é que o homem conseguiu? Ao avistá-lo, ele desceu correndo as escadas do barco, gritando para todo mundo se arrumar para cair na água e orientando o capitão sobre a melhor maneira de posicionar o barco…

Caímos na água e lá estava ele, um tubarão baleia de 4 ou 5 metros, bem ao nosso lado! Doce e gentil, nem se abalou com a nossa presença e continuou nadando… Foi simplesmente inesquecível, um dos melhores dias da nossa vida.

Éramos apenas 6 turistas no barco. O tubarão baleia, como dissemos, nada muito rápido. O Shaheen foi na frente, ao lado dele, fazendo fotos e vídeos e o barco ia buscando aqueles turistas que iam ficando pra trás e não conseguiam acompanhar o ritmo.

ilha de Dhigurah - maldivas - tubarão baleia
Olha essa boca, rs…

Nós nadamos uns 30 minutos ao lado do tubarão baleia. Conseguimos ver sua bocona aberta filtrando os plânctons, ver seus olhos nos acompanhando e sentir a emoção de estar ao lado do maior e mais amoroso peixe do planeta! Que dia!

Sabe aquele momento em que você está 100% focado no presente, em que nada mais no mundo importa? Assim foram aqueles 30 minutos nadando ao lado do tubarão baleia. Um momento único, em que nos sentimos, acima de tudo, vivos!

Como fomos os últimos a sair da água, o guia ainda conseguiu fazer essas fotos acima e vídeos só nossos no final! Aqui vai também o nosso agradecimento ao Shaheen, que foi o único guia corajoso a tomar a decisão de sair na chuva procurando os tubarões baleia!

Aliás, preste bastante atenção nisso ao escolher onde ficar em Dhigurah. Como você fará os passeios com o barco do seu hotel, esta é uma decisão importantíssima. No nosso caso, ficar no Bliss Dhigurah foi o determinante pra gente nadar com o tubarão baleia.

Bliss Dhigurah - Maldiva
Lindo lobby do hotel Bliss Dhigurah

ONDE FICAR E ONDE COMER EM DHIGURAH

Adoramos ficar na Bliss Dhigurah! Em primeiro lugar, porque eles foram super solícitos e acessíveis antes mesmo de chegarmos lá. E isso, em uma viagem para uma ilha local nas Maldivas, é super importante.

Para conhecer o hotel, orçar os preços e fazer sua reserva, clique aqui.

Como dissemos, eles nos ajudaram a decidir a melhor logística para chegar à ilha, reservaram todos os nossos voos diretamente com a companhia aérea e foram responsáveis pelo nosso encontro com o tubarão baleia.

Eles também organizaram os nossos testes PCR de Covid que precisávamos fazer para voltar para o Brasil. Fizemos o teste no próprio lobby do hotel, no dia e no horário que pedimos. Em resumo, eles fazem tudo para que o hóspede se sinta em casa!

Bliss Dhigurah - Maldivas
Lobby do Bliss Dhigurah

Além disso, fica localizado na praia, a poucos metros da água – entre o hotel e o mar, somente alguns metros de vegetação nativa intacta. O hotel é super charmoso, descolado e com uma alma super jovem. Com puffs coloridos sob às árvores e uma decoração linda e clean, o hotel já chama atenção logo na entrada.

No piso inferior, há o lobby do hotel, lindamente decorado com um tubarão baleia (o que mais poderia ser, né?), um sofá e cadeiras aconchegantes e um quadro de avisos onde os hóspedes ficam sabendo dos passeios programados para os próximos dias.

Há também o restaurante do hotel, Hermit’s, super charmoso e com comida muito boa. Percebemos que muitos nativos iam ao Hermit’s comer em dias especiais, como aniversários ou celebrações. É o restaurante mais famoso da ilha!

ilha de Dhigurah - maldivas
Nosso quarto

O nosso quarto no Bliss Dhigurah foi o Deluxe Room, com uma pequena varandinha com uma rede e um banheiro espaçoso e funcional! Gostamos muito do quarto, mas, para os padrões brasileiros, o quarto era pequeno.

Sugerimos pegar a suíte, que é o maior quarto – estava já ocupada quando fizemos nossa reserva. A cama e o chuveiro são bons e eles disponibilizam vários filmes no pen drive para assistir na televisão! Além das toalhas do quarto, eles também disponibilizam toalhas para a praia.

As áreas comuns do hotel são muito bacanas e o rooftop também é super charmoso! Com várias espreguiçadeiras e jacuzzis, que ficam disponíveis o dia todo. É só pedir com antencedência pro pessoal da recepção ligar a jacuzzi que, em mais ou menos uma hora, ela está quentinha te esperando! Fizemos isso final do dia e amamos.

Bliss Dhigurah - Maldivas
Início do café da manhã no Bliss Dhigurah

No valor da diária, o café da manhã está incluído. Normalmente, o menu começa com frutas e depois o hóspede escolhe entre duas opções. Às vezes, há a opção de um café da manhã mais internacional e outro bem típico.

Normalmente, eu e Babinho pedíamos pratos diferentes e dividíamos os dois. Espertinhos, né? Rsrs. Comemos frutas, toasts, ovos, panquecas, pães e etc. Tudo muito gostoso!

Nós comemos basicamente em dois pontos na ilha de Dhigurah: no Hermit’s – o restaurante do hotel – , e no Long Beach Restaurante, que é um restaurante local bem ao lado do Bliss Dhigurah. Um dia, passamos na frente, entramos, comemos e adoramos.

Bliss Dhigurah - Maldivas
Café da manhã no Bliss Dhigurah

A comida no Long Beach é muiiito barata e muito gostosa. Um almoço super bem servido para nós dois, com  bebida e dois picolés de sobremesa, saia por volta de US$ 13. O nosso prato preferido era o “chicken  fried noodles”, uma espécie de macarrão oriental com frango bastante temperado.

Mas, se você for desbravador como a gente (rs) e quiser descobrir locais realmente típicos frequentados somente por nativos, nossa sugestão é o Shell Restaurant and Café. Fica um pouquinho mais longe do hotel, mas é ao lado da farmácia e do mercado.

Lá comemos o melhor “chicken fried noodles” de toda a nossa viagem das Maldivas, que, pra completar, tinha um ovo frito em cima! Delícia demais! Kkkkk Pagamos menos de US$ 10 para o casal e saímos muito satisfeitos.

Ilha Dhigurah - Maldivas
Nossa comida preferida nas Maldivas: chicken fried noodles!

É bom lembrar que o Shell é um restaurante frequentado apenas por maldívios, que raramente recebe turistas. Por isto, lembre-se de se vestir o mais discretamente possível, especialmente as mulheres (todas as outras mulheres maldivas estarão de burca) e de levar dinheiro em espécie.

Então, nossa sugestão é: Quer um restaurante muito barato, gostoso, simples, realmente típico, em que talvez você se sinta um estranho? Shell Restaurante and Café! Quer um realmente barato, gostoso e frequentado por turistas, apesar de haver comida local? Long Beach Resturant.

E, por fim, se você quer uma comida gostosa e internacional, em um ambiente descolado e jovem, a melhor pedida é o Hermit’s, restaurante do nosso hotel Bliss Dhigurah.

Ilha Dhigurah - Maldivas
Hermit’s: ótima pedida no final do dia

CONSIDERAÇÕES FINAIS SOBRE DHIGURAH

Muitas pessoas nos perguntaram quantos dias ficar na ilha de Dhigurah. Nós ficamos 4 dias e achamos que foi a quantidade perfeita. Uma coisa é certa: no mínimo 3! Um dia para conhecer o banco de areia com calma e pelo menos dois para tentar nadar com o tubarão baleia.

No nosso caso, ficamos 4 dias lá e só conseguimos nadar um dia com o tubarão baleia. Por essa razão, acreditamos que entre 4 a 5 dias seja o ideal – lembre-se que o sucesso dos passeios na natureza depende de fatores que não controlamos…

Outro ponto que merece ser falado sobre a ilha de Dhigurah é que é uma ilha local relativamente grande (em comparação às outras, que são minúsculas). E, por isso, pudemos observar vários aspectos da cultura muçulmana no dia-a-dia…

Ilha Dhigurah - Maldivas
Maldiva na praia, de “burkini” (uma espécie de biquini muçulmano…)

Exemplo: os alto-falantes da ilha tocam as orações nos horários determinados e, quando isso acontece, as pessoas param o que estão fazendo na rua (jogando futebol, por exemplo) e vão para casa ou para a mesquita orar.

Os mercados e farmácias fecham em determinados momentos do dia, a depender dos horários das orações.  Então, é uma boa ilha para quem quer contato com o povo e a cultura muçulmana.

Por outro lado, isso exige certos cuidados, como em relação às roupas, por exemplo. Não é permitido andar só de roupa de banho, cangas ou toalhas, mesmo saindo da praia (tanto para as mulheres, quanto para os homens, que também não podem andar sem camisa).

Ilha Dhigurah - Maldivas
Ao longo da ilha, há instruções de como as pessoas devem ser vestir…

Bem ao lado da ilha de Dhigurah, há um resort que parece ser bem bacana: o LUX South Ari Atoll. Para quem quer unir o tubarão baleia, o banco de areia e um bangalô sobre a água, pode ser uma excelente opção.

Se você já acompanha a gente aqui no blog, sabe que falamos apenas das experiências que, de fato, nós vivemos. No caso do LUX, nós não ficamos hospedados lá, então não podemos fazer uma recomendação mais séria. Mas, pelas nossas pesquisas, pareceu uma boa opção de resort!

Era isso o que tínhamos pra falar da ilha de Dhigurah. Esperamos que você tenha gostado do nosso relato sincero! Queremos agradecer ao Bliss Dhigurah pelos dias incríveis que passamos aí com vocês.

Para fazer sua reserva no hotel, clique aqui. Para pesquisar outros hotéis na ilha de Dhigurah, clique aqui.

Ilha Dhigurah - Maldivas
Praia em frente ao nosso hotel Bliss Dhigurah

Um agradecimento especial a Anne, que tirou todas as nossas mil dúvidas e nos ajudou com toda a logística antes da viagem; ao Shaheen, por ter sido o único guia em toda a ilha que encarou o desafio de procurar um tubarão baleia em um dia chuvoso; a Marlou e ao Sophiene e a toda a equipe por toda a ajuda durante a nossa estadia, explicações sobre a cultura muçulamana e etc.

Temos outros três artigos sobre as Maldivas, que, com certeza, vão te ajudar muito no seu planejamento da viagem.

 O primeiro deles é “Tudo o que você precisa saber antes de ir pras Ilhas Maldivas”. O segundo é “O que fazer nas Maldivas? Guia com 10 dicas imperdíveis”. O terceiro é um relato sobre nossos dias em um bangalô sobre a água em um resort de luxo. Modéstia à parte, estes artigos estão excelentes e completíssimos!

ilha de Dhigurah - maldivas

Caso o seu voo para essa ou qualquer outra viagem tenha sido alterado ou dado overbooking, sugerimos uma leitura no nosso artigo que explica como ganhamos mais de R$ 14.000,00 em indenizações de companhias aéreas, sem entrar na justiça, apenas por procedimentos administrativos. Mas, se você preferir ajuda para requerer seus direitos, indicamos a Voe Tranquilo, que cuida de tudo pra você e só cobra pelo serviço se você receber o valor a que tem direito.

E, se você é fã de águas cristalinas e muita aventura, sugerimos nosso artigo das Ilhas Fiji. Ou, se você é fã de mergulho, acesse o nosso guia completo de mergulho e de snorkel em Noronha.

Se, por acaso, você estiver em dúvida de onde ficar nas Maldivas (seja um resort ou uma ilha local), pode nos escrever no nosso Instagram, que teremos o maior prazer em ajudar. Aliás, já segue a gente lá?

ilha de Dhigurah - maldivas

Até a próxima aventura,

Carol e Babinho

NOTA: Nossa viagem para o Bliss Dhigurah ocorreu por meio de uma parceria e teve incentivo do hotel. Entretanto, este post foi escrito com base nas nossas opiniões e experiências e não sofreu qualquer tipo de interferência.

Booking.com

Quem Somos

cópia de 130729_4998-1024x1536.jpg

Olá! Somos Carol e Babinho, um casal parceiro, que ama experiências inusitadas pelo Brasil e pelo mundo - especialmente ligadas a aventura, esportes e natureza.
Saiba mais

Booking.com

Planeje sua viagem

chip internacional

INTERNET NO EXTERIOR

seguro viagem

SEGURO VIAGEM

aluguel de carro

ALUGUEL DE CARRO

passagens aereas

PASSAGENS AÉREAS

Rolar para cima