Por Carol

COMO GANHAMOS MAIS DE R$14.000,00 EM INDENIZAÇÕES DE COMPANHIAS AÉREAS

COMO GANHAMOS MAIS DE  R$14.000,00 EM INDENIZAÇÕES DE COMPANHIAS AÉREAS

Paris - indenizações de companhias aéreas

Este artigo é o ouro! Nele, vamos te mostrar como conseguimos mais de R$ 14.000,00 em indenizações de companhias aéreas por overbooking, atraso ou cancelamento de voos – tudo isso de maneira administrativa (ou seja: sem entrar na justiça!). Conseguimos essas indenizações sem entrar com processos judiciais, sem precisar brigar ou se estressar… apenas preenchendo formulários! Vem com a gente que vamos explicar tudo tintim por tintim.

Assim como todos os outros artigos do nosso blog, nós vamos contar aqui a nossa própria experiência. Esse artigo não é um compilado de legislação em “juridiquês”. Pelo contrário, é um relato pessoal, com linguagem simples, para poder te ajudar a, nas próximas viagens, reivindicar os seus direitos, se for o caso!

INDENIZAÇÕES DE COMPANHIAS ÁEREAS

Na foto abaixo, mostramos de maneira discriminada cada valor que recebemos, de indenização de cada companhia aérea. Como você pode ver, recebemos valores de indenização das companhias aéreas:

– Gol;

– British Airways;

– Air France;

– e do nosso seguro de viagem Mastercard.

Lembramos que esses valores são para mim e para Babinho. Então, por pessoa, o valor seria mais ou menos R$ 7.000,00.

Indenizações de companhia aéreas
Discriminação dos valores que já recebemos de indenizações de companhias aéreas

Vamos falar abaixo sobre cada uma dessas indenizações de companhias aéreas, começando pela Gol.

INDENIZAÇÃO DA GOL LINHAS AÉREAS

Sabe quando você está fazendo check-in do seu voo e a companhia aérea te informa que deu overbooking e você foi realocado em outro voo? Pois é, nesse caso – que foi o aconteceu com a gente – você tem direito a, na cotação de hoje (março de 2021), aproximadamente R$ 2.005,00!

Hotel Fasano - Rio de Janeiro - indenizações de companhias aéreas
Babinho admirando a vista do Rio de Janeiro

(Para quem não sabe ainda, overbooking é quando a companhia aérea vende mais passagens do que o número de lugares que o avião comporta.)

O que a companhia aérea faz normalmente? Eles te colocam em outro voo, te pagam alimentação, Internet, até hotel (se houver pernoite)… e a maioria dos passageiros fica satisfeito com essa assistência. Mas, além disso tudo, eles são obrigados a te indenizar.

Nossa história foi assim: a gente estava saindo de Brasília, onde moramos, para ir ao Rio de Janeiro em uma sexta-feira. Iríamos dormir na casa de uns amigos no Rio e, no sábado, partiríamos para o Chile (nosso destino final era a Antártica!).

indenizações de companhias aéreas
Nossa viagem a Antártica, que iniciou com um voo atrasado pro RJ…

Não conseguimos fazer check-in pela internet e, quando chegamos no balcão, às 13hs, fomos informados de que nosso voo das 14hs tinha dado overbooking. A atendente no balcão nos informou que haviam nos colocado em um voo à noite. Como já sabíamos dos nossos direitos, perguntamos a ela como faríamos para ter direito à indenização.

De maneira bem tranquila, ela puxou imediatamente do balcão um formulário e nos entregou. Preenchemos o formulário com nossos dados bancários, entregamos a ela e ela nos deu uma cópia. Menos de duas semanas depois, cada um de nós recebeu R$ 1.344,00 direto na conta bancária.

Indenizações de companhias aéreas
Valor que eu, Carol, recebi em minha conta de indenização da Gol
indenizações de companhias aéreas
Valor que Babinho recebeu de indenização da Gol

Tá, mas que indenização é essa? A legislação mais importante sobre indenizações de companhias aéreas é a Resolução da ANAC nº 400, de 2016. Vamos dar uma olhada inicialmente no artigo 22:

“Art. 22. A preterição será configurada quando o transportador deixar de transportar passageiro que se apresentou para embarque no voo originalmente contratado, ressalvados os casos previstos na Resolução nº 280, de 11 de julho de 2013.”

Ou seja, como a resolução enquadra o overbooking? Preterição! É justamente quando você chega para voar e a companhia aérea deixa de te transportar. Pois bem, o artigo 23 estabelece o que a companhia deve fazer nesses casos:

“Art. 23. Sempre que o número de passageiros para o voo exceder a disponibilidade de assentos na aeronave, o transportador deverá procurar por voluntários para serem reacomodados em outro voo mediante compensação negociada entre o passageiro voluntário e o transportador.

  • 1º A reacomodação dos passageiros voluntários em outro voo mediante a aceitação de compensação não configurará preterição.
  • 2º O transportador poderá condicionar o pagamento das compensações à assinatura de termo de aceitação específico.”

O que esse artigo quer dizer? Sabe quando ocorre overbooking e a companhia aérea oferece algum benefício para que o passageiro aceite ser realocado em outro voo? Quando isso acontece, o passageiro que aceitou voluntariamente ser reacomodado em outro voo não terá direito à compensação financeira.

Isso já aconteceu comigo! Eu não sabia da Resolução e acabei aceitando um voucher da TAM de R$ 400 para ser reacomodada em outro voo. Era jovem ainda, rs. Hoje em dia, não aceitaria mais. Pediria a compensação financeira, que vale muito mais a pena.

Tá, agora vamos pra parte que interessa 🤣. De quanto é essa compensação, afinal? Vamos ver o que diz o art. 24:

“Art. 24. No caso de preterição, o transportador deverá, sem prejuízo do previsto no art. 21 desta Resolução, efetuar, imediatamente, o pagamento de compensação financeira ao passageiro, podendo ser por transferência bancária, voucher ou em espécie, no valor de:

I – 250 (duzentos e cinquenta) DES, no caso de voo doméstico;

e II – 500 (quinhentos) DES, no caso de voo internacional.”

Mas o que é DES (Direito Especial de Saque)? É uma moeda do Fundo Monetário Internacional, cujo preço varia diariamente. É composta por uma cesta de moedas, que incluem o dólar, o euro, a libra, etc. Importante pra gente é saber quanto ela vale!

Nesse link, você consegue converter o DES (XDR) em reais. Na cotação de hoje, 1 DES vale R$ 8,02. Na época da nossa indenização, 1 DES valia R$ 5,37 (agora, com o dólar alto, o valor da moeda sobe bastante).

 

indenizações de companhias aéreas
Quanto vale 1 DES na cotação de hoje (01/03/21)

Pela resolução, a preterição em voo doméstico deve ser compensada financeiramente em 250 DES; em voo internacional, em 500 DES. Atenção: o passageiro escolhe se quer esse valor em voucher ou em espécie. Claro que a gente quer em espécie, né? Dinheiro na conta! 💰No câmbio de hoje, a compensação seria de R$ 4.010 em voo internacional e de R$ 2.005 em voo nacional.

indenizações de companhias aéreas
Quanto vale 250 DES na cotação de hoje (valor correspondente a voos nacionais…)

Fique ligado no seguinte: a companhia aérea não costuma informar do seu direito a essa indenização. Normalmente, eles te realocam de voo, te dão um voucher para alimentação e pronto! Nesse caso, já avise, no próprio balcão, que gostaria de ter direito a indenização. Percebemos que todos os passageiros que estavam em balcões ao lado ou na nossa frente não preencheram o formulário, provavelmente porque não sabiam desse direito.

Antes de saber um pouquinho sobre indenizações de companhias aéreas, deixamos passar muitas oportunidades… mas é assim mesmo, a gente vai aprendendo com o tempo. Esperamos que esse artigo esteja te ajudando de alguma maneira! Vamos pra próxima!

INDENIZAÇÃO DA AIR FRANCE

Para caçar a aurora boreal em Oslo, na Noruega, compramos um voo Rio de Janeiro – Oslo da Air France, via Paris. Na volta, voamos de Oslo até Paris normalmente. Quando estávamos já entrando no avião que viria para o Rio de Janeiro, a companhia aérea informou que a aeronave estava com algum defeito e que o voo seria remarcado para o dia seguinte, por motivos de segurança.

indenizações de companhias aéreas
Aproveitando o Ártico norueguês em um voo da Air France Brasil – Noruega via Paris

A nossa primeira reação é sempre agradecer por a companhia aérea ter percebido o defeito a tempo, rs. Depois disso, vem a chateação de ter um voo atrasado, precisar remarcar compromissos, etc.

A Air France chamou todos os passageiros, informou que o voo sairia no mesmo horário no dia seguinte (era por volta de 10hs da manhã…) e que todos teríamos direito a alimentação, hospedagem, etc. Fomos orientados a buscar os vouchers e a fazer a remarcação do voo em um balcão da companhia.

Eles nos deram os vouchers (tanto de alimentação como do hotel) e o cartão de embarque do novo voo, no dia seguinte. Na sequência, perguntei à atendente como faríamos para requisitar a compensação financeira. Ela me respondeu que era só guardar a documentação do voo e entrar com o pedido no próprio site da Air France.

Torre Eiffel - indenizações de companhias aéreas
Torre Eiffel, símbolo de Paris

Pois bem, fomos ao hotel (que era na região do aeroporto), deixamos a mala e fomos aproveitar Paris! Afinal, não é todo dia que você “ganha” um dia na Cidade das Luzes. Torre Eiffel, Champs Elysées, éclair de chocolate (a “bomba” de chocolate francesa, um dos meus doces preferidos!) e todo aquele roteiro padrão.

No dia seguinte, embarcamos no novo voo de volta pra casa. Uns 10 dias depois, entrei no site da Air France e dei início ao nosso processo de indenização. Esse é o link, mas foi super fácil encontrá-lo: digitei “indenização air france” no Google e foi um dos primeiros resultados.

A grande vantagem dos europeus é que são extremamente práticos. Você nem precisa escrever aquele texto enorme explicando o que aconteceu. Basta preencher o formulário online, informando qual voo foi alterado, seus dados e mais algumas informações e voilá: você tem direito a uma indenização de € 600 euros por pessoa. Isso mesmo, 600 euros por pessoa se o seu voo para o Brasil atrasar por mais de 3 horas.

(No nosso caso, eles nos deram uma opção: ou € 600 em dinheiro como compensação financeira ou voucher de € 800 em passagens da Air France. Preferimos o dinheiro, claro!).

indenizações de companhias aéreas
Aproveitando” a oportunidade de estar em Paris…

Vamos explicar direitinho onde esse direito está amparado. É o seguinte:

LEGISLAÇÃO PARA VOOS DA UNIÃO EUROPEIA

A União Europeia tem uma legislação específica: o Regulamento Europeu 261/2004. Esse regulamento seria o análogo europeu à Resolução 400 da ANAC. Quando você poderá utilizar essa legislação?

– se você partir da União Europeia para qualquer lugar do mundo;

– se você partir de um país fora da União Europeia, mas viajar em um voo de uma companhia da União Europeia com destino à União Europeia (desde que você não tenha recebido benefício ou indenização neste país exterior).

E o que esse regulamento diz de tão importante assim? Afirma que há indenização ao passageiro em caso de atraso de mais de 3 horas ao seu destino final – exceto se foram circunstâncias extraordinárias que não puderam ser previstas pela companhia aérea (como uma nevasca ou mau tempo, por exemplo).

Vamos para o que interessa? De quanto é essa indenização, afinal? Depende da distância do voo:

Distância Euros
Até 1.500 km € 250
Voos com mais de 1.500 km na União Europeia e entre 1.500 e 3.500 km para todos os outros voos € 400
Voos superiores a 3500 km € 600

Portanto, se o seu voo cumprir os requisitos acima e atrasar mais de 3hs, você tem direito a €600 de compensação financeira, de acordo com a legislação da União Europeia. Além, é claro, de direito a alimentação, hospedagem, transporte para o hotel e Internet.

Foi exatamente isso que aconteceu com a gente neste dia em Paris. Entrei no site da Air France no dia 17/01/20, e dei entrada ao procedimento administrativo para obter a compensação. No dia 13/02 – menos de um mês depois – eu e Babinho recebíamos, cada um, R$ 2.801,00 em suas contas bancárias.

indenizações de companhias aéreas
Valor que eu, Carol, recebi de indenização da Air France

 

indenizações de companhias aéreas
Valor que Babinho recebeu de indenização da Air France

INDENIZAÇÃO DO SEGURO MASTERCARD

Recebemos, da Air France, voucher para alimentação, para transporte até o hotel e para a hospedagem. A alimentação era um voucher para refeições dentro do próprio hotel. Como o hotel era bem ao lado do aeroporto e super distante da cidade, nós não utilizamos o voucher do almoço, porque, afinal, a gente queria aproveitar o dia para passear em Paris.

Fechamos um táxi com outros passageiros que estavam na mesma situação (o metrô estava em greve) para ir do hotel ao centro da cidade. Saímos do hotel pela manhã e marcamos de voltar à noite, a tempo de jantar no próprio hotel e aproveitar o nosso voucher da noite.

Então, almoçamos em Paris em um bistrô simples – mas super bacana – e pagamos € 50 para uma refeição para o casal, com bebidas. Gastamos, também, € 9,95 no aeroporto, para tomar café da manhã, enquanto esperávamos informação do nosso voo. E, por fim, gastamos perto de € 20 para comer uma sobremesa (Paris, né?!) e tomar uma água no final da tarde.

indenizações de companhias aéreas
Email do seguro Mastercard informando quais dos nossos gastos extraordinários foram aprovados…

 Pois bem, viajamos com o seguro Mastercard (você pode emitir o seguro se utilizar o cartão de crédito para comprar sua passagem aérea – a depender do tipo de cartão que você possui!). Ao chegar de viagem, ligamos na central do Seguro e requeremos o reembolso dessas despesas extraordinárias que tivemos em decorrência do adiamento do voo.

O nosso seguro possui um limite de US$ 200,00 para atraso de embarque em voos internacionais. Nós requeremos o reembolso das despesas que explicamos acima, referentes à alimentação. Além delas, requeremos os gastos com farmácia (estávamos sem mala) e com o transporte do hotel até o centro de Paris.

Eles nos responderam que apenas os nossos gastos com alimentação foram aprovados. Então, recebemos o valor de R$ 377,14, referentes aos € 80,00 descritos acima. Para dar início ao procedimento, eu liguei no seguro e, imediatamente, eles abriram um processo e me enviaram um email pedindo a documentação necessária.

Eles pedem comprovação dos gastos (enviamos as notas fiscais e a conta do cartão de crédito), além da documentação que confirma que o voo foi adiado. Enviamos o próprio email da Air France comunicando o adiamento do voo, além de foto dos dois cartões de embarque, etc. Mandamos estes documentos por email mesmo no dia 20/01 e, no dia 19/02, a quantia de R$ 377,14 caiu na nossa conta.

indenizações de companhias aéreas
Valor recebemos do seguro Mastercard

É bom deixar claro aqui que cada banco e cada cartão de crédito possui (ou não!) um seguro para viagens e que eles diferem muito entre si. No nosso caso, para utilizar o seguro Mastercard, há apenas duas exigências. A primeira delas é comprar a passagem aérea com o cartão de crédito; a outra é emitir um certificado de seguro antes do embarque com os dados da viagem.

Por isso, a nossa recomendação é que, antes da viagem, você ligue no seu cartão de crédito e se informe se é possível emitir seguro e quais são os deveres e os direitos do segurado. E lembre-se que, caso haja algum contratempo na sua viagem, não custa nada ligar lá e perguntar se o seguro cobre alguma despesa extraordinária.

INDENIZAÇÃO DA BRITISH AIRWAYS

Essa história da British Airways rendeu muito stress na hora, mas, ao final, ficaram bons momentos e muita história pra contar! Foi assim: a gente estava voltando da Alemanha. Fomos percorrer a Rota das Emoções em uma van, com a família toda. Nada romântico, né? Rs

indenizações de companhias aéreas
Fazendo a Rota Romântica na Alemanha com a família… romantismo passou longe, rs

Compramos um voo Brasília/Berlim com milhas da TAM, via Londres. Apesar de termos comprado com a TAM, os trechos Londres/Berlim e Berlim/Londres foram operados pela British Airways (é comum isso acontecer com as companhias aéreas).

Pois bem, fizemos nossa viagem tranquilamente e, na volta, o trecho Berlim/Londres, operado pela British Airways, atrasou bastante. E, por isso, quando chegamos (literalmente correndo!) ao portão de embarque, o voo com destino ao Brasil já tinha decolado.

Nesse momento, ficamos completamente perdidos no aeroporto, tentando achar alguém da companhia aérea para nos dar assistência. Foi bem estressante, porque não encontrávamos ninguém, estávamos sem mala e Londres estava suuuper frio. Estávamos quase saindo do aeroporto e arrumando um hotel pra ficar por nossa conta.

Lá pelas tantas, depois de muitas tentativas, achamos o pessoal da British e conseguimos hospedagem e os vouchers para alimentação, transporte, etc. Naquele momento, no próprio balcão da companhia, já perguntei como eu faria para conseguir a compensação financeira devido ao atraso do voo. Sou ligeira! 🤣

indenizações de companhias aéreas
Dando um rolê em Londres de metrô

Eles me informaram que bastava preencher um formulário online informando o atraso e apresentando os documentos para ter direito à compensação financeira de € 600. Além disso, nos deram um voucher de ônibus que sai do aeroporto e chega aos hotéis que ficam ali por perto. Como já estava tarde, não havia mais ônibus.

Guardamos o voucher e tivemos que pegar um taxi de £ 30 (isso mesmo, 30 libras!) até o hotel. Dormimos e, no dia seguinte, Londres estava super frio. E, confesso pra vocês, nessa viagem cometi um erro juvenil!

indenizações de companhias aéreas
Comprovação do gasto de 30 libras com o taxi do aeroporto até o hotel

Assim que chegamos ao aeroporto de Berlim, eu tirei a roupa de frio do corpo, coloquei dentro da mala e despachei tudo. Fiquei de tênis, legging, uma camisetinha regata e uma jaqueta de couro. E isso era tudo que eu tinha para enfrentar um dia inteiro de frio em Londres! Não façam como eu: se for fazer conexão em algum local frio, deixe sempre uma roupa quentinha na mala de mao!

Bateu aquele desânimo de perder tempo no centro da cidade comprando roupas de frio – que eu tenho de montão! Babinho, por outro lado, que só viaja com uma mochila, estava com todos os seus pertences à mão.

Tive uma ideia: “Amor, deixa eu experimentar essa sua calça de moletom aí?”. E não é que deu certo? Haha. Vesti a calça de moletom dele, a blusa térmica, a camisa de manga comprida rosa…. complementei com meu tênis e minha jaquetinha. E saímos pra bater perna em Londres, em um estilo bem peculiar! 🤣

indenizações de companhias aéreas
E aí, gostaram do meu estilo “Carol veste as roupa de Babinho”?! 🤣

Foi a melhor decisão que tomamos. Em vez de perder tempo comprando roupas que eu já tenho e que eu não queria comprar, fizemos do limão uma limonada e fomos curtir a cidade que tanto amamos.

Pegamos um ticket do metrô de dia inteiro e fomos pro centro de Londres (£ 12,70 cada um). Almoçamos em Candem Town, um dos nossos bairros preferidos: £ 40,20 um almoço para dois, com bebidas. Ao final do dia, voltamos pro aeroporto para pegar o nosso voo, que tinha sido reagendado para o dia seguinte.

Pois bem, assim que chegamos de volta ao Brasil, reunimos todos esses comprovantes de despesas e requeremos a compensação financeira e o reembolso dos gastos extras no próprio site da British Airways. Neste link aqui.

Dessa vez – ao contrário do que aconteceu com a Air France – não pudemos utilizar vários vouchers que eles nos forneceram. Nos deram um voucher de almoço no hotel, mas o hotel não servia almoço, acreditam? E, além disso, não pudemos utilizar o voucher de transporte, porque, como já era muito tarde, os ônibus não estavam rodando.

Indenizações de companhias aéreas
Não sei se estava elegante, mas eu estava super quentinha e confortável, rs.

Então, solicitamos três valores distintos à British Airways:

€ 600 para mim, de compensação financeira pelo atraso de mais de 3hs – de acordo com o Regulamento Europeu 261/2004, que mostramos acima;

– € 600 para o Babinho, pelo mesmo motivo;

reembolso de £ 95,60, referentes às despesas que tivemos com almoço e transporte (a soma dos valores gastos acima: £12,70 + £12,70 + £40,20 + £30).

Este último item nos rendeu um valor de R$ 468,57. Além disso, cada um de nós recebeu os € 600, que, de acordo com a cotação da época, foi R$ 2.567,58. Para todos estes valores – que foram depositados diretamente na nossa conta – o procedimento foi o mesmo: entrar no link acima, preencher as informações pedidas e anexar as fotos e comprovantes dos gastos realizados. Somente isso!

indenizações de companhias aéreas
Valor que eu, Carol, recebi da British Airways, de acordo com a descrição acima
indenizações de companhias aéreas
Valor que Babinho recebeu da BA

Bom lembrar que, embora o voo fosse da British Airways, compramos nossa passagem pela TAM. Então, tenha isso sempre em mente: mesmo que a compra da passagem tenha sido feita em outra companhia aérea, você poderá requerer os seus direitos na companhia aérea em que voou e que foi responsável por você chegar tardiamente ao seu destino.

INDENIZAÇÕES DE COMPANHIAS AÉREAS BRASILEIRAS POR ATRASO

Na legislação brasileira, não há dispositivo que preveja a compensação financeira no caso de atraso. De acordo com a Resolução nº 400, de 2016, da ANAC, um atraso de mais de 04hs dá direito ao passageiro de comunicação, alimentação, transporte e hospedagem (se houver pernoite).

Veja o que diz o artigo 27 da Resolução:

“Art. 27. A assistência material consiste em satisfazer as necessidades do passageiro e deverá ser oferecida gratuitamente pelo transportador, conforme o tempo de espera, ainda que os passageiros estejam a bordo da aeronave com portas abertas, nos seguintes termos:

 I – superior a 1 (uma) hora: facilidades de comunicação;

 II – superior a 2 (duas) horas: alimentação, de acordo com o horário, por meio do fornecimento de refeição ou de voucher individual;

e III – superior a 4 (quatro) horas: serviço de hospedagem, em caso de pernoite, e traslado de ida e volta.

1º O transportador poderá deixar de oferecer serviço de hospedagem para o passageiro que residir na localidade do aeroporto de origem, garantido o traslado de ida e volta”.

No Brasil, muitas pessoas entram na justiça para requerer essa indenização. Antigamente, muitas eram concedidas, mas, hoje em dia, isto não é mais tão comum. Cada caso é um caso.

ATENÇÃO! A Resolução 556, de 2020, da ANAC, flexibilizou algumas regras da Resolução 400, em decorrência do coronavírus, até o dia 30 de outubro de 2021. A companhia aérea fica desobrigada, por exemplo, a cumprir o inciso II do art. 27, que fornece alimentação ao passageiro.

indenizações de companhias aéreas
A gente tentando curtir Londres, depois de muito stress (e eu, que fiquei sem mala, usando a roupa do Babinho..)

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Bom, como falamos no início deste artigo, a ideia aqui era mostrar a nossa experiência, o que aconteceu com a gente e não ser um mero compilado de legislação. Se este artigo foi muita informação pra você, vamos fazer um resuminho aqui. Como, afinal, conseguimos mais de R$ 14.000,00 de indenizações de companhias aéreas?

– Pedindo compensação financeira por overbooking em um voo nacional, de acordo com a Resolução 400/16, da Anac;

– Pedindo compensação financeira por atraso de mais de 3hs em voos partindo da União Europeia, além do reembolso das despesas ocorridas, conforme o Regulamento Europeu 261/2004;

– Pedindo reembolso no nosso seguro de viagem Mastercard de despesas extraordinárias em caso de atraso de voos.

indenizações de companhias aéreas
Curtindo Oslo, a capital da Noruega, algumas horas antes de ter o voo pro Brasil adiado em mais de um dia…

É importante lembrar que, se você está sendo indenizado, é porque houve algum prejuízo no seu voo. Em tese, esse valor é dado para te compensar, ao menos financeiramente, de alguma perda. Então, por mais que soe sedutor ganhar uma indenização da companhia aérea, no fundo ninguém quer a chateação de ter seu voo alterado, de ficar sem mala em outra cidade em que você nem iria estar, etc.

Você pode olhar as nossas indenizações de companhias aéreas por dois vieses diferentes. Pode pensar “poxa, que casal sortudo de ganhar tantas indenizações” ou pode pensar “poxa, que casal azarado em ter tantos voos cancelados”, rsrs.

Outro ponto que vale lembrar é que, como mostramos nos prints acima, esse foi o valor que recebemos, de acordo com as cotações à época de cada acontecimento. Nos valores de hoje, o que receberíamos de indenizações de companhias aéreas  (€ 600 + € 600 + € 600 + € 600 + £ 95,60 + € 80 + 250 des + 250 des) seria equivalente a  mais de R$ 21.000,00. Mas, com certeza, se o euro tivesse na cotação de hoje, não estaríamos indo pra Europa, rs…)

Como você percebeu, durante todo este artigo, nós mostramos como você pode fazer sozinho este procedimento de requerer indenizações aéreas. Se você, por uma questão de tempo ou comodidade, preferir que uma empresa faça este procedimento por você, nós indicamos a Voe Tranquilo. Eles verificam o seu caso e cobram uma % daquilo que você receber – ou seja, você só paga se receber a indenização.

Nessas situações extraordinárias, o melhor é, sempre, ter um bom seguro viagem que possa te amparar. Se o seu seguro do cartão de crédito não for suficiente, recomendamos sempre os seguros de viagem da SegurosPromo. Você consegue comparar várias operadoras de seguro e ganha 5% de desconto com nosso cupom NOSSOMUNDO5 ! Clique aqui e dê uma olhada. E, para acessar opções de hospedagem no seu destino, acesse a Booking.com

Se você quiser saber um pouquinho do que aconteceu na Noruega, antes de termos o nosso voo de volta pro Brasil adiado, dá uma lida nesse artigo que conta como foi pescar em um lago congelado no Ártico!

Se quiser mais dicas de viagens, segue a gente lá no Instagram, que tem muito conteúdo maneiro! Esperamos ter ajudado vocês com a nossa experiencia. Se tiverem alguma dúvida, podem chamar a gente aqui ou lá no instagram.

Até a próxima aventura,

Carol e Babinho.

 

 

Booking.com
Booking.com

Planeje sua viagem

chip internacional

INTERNET NO EXTERIOR

seguro viagem

SEGURO VIAGEM

aluguel de carro

ALUGUEL DE CARRO

passagens aereas

PASSAGENS AÉREAS

Rolar para cima