Por Carol e Babinho

O que fazer em Mambaí? Ecoturismo e aventuras no interior de Goiás

O QUE FAZER EM MAMBAÍ? ECOTURISMO E AVENTURAS NO INTERIOR DE GOIÁS!

O que fazer em Mambaí - Poço Azul

Mambaí é uma cidade que reúne cavernas, cachoeiras, cânions, tirolesa, fervedouro, poço azul e esportes radicais a 300km de Brasília. Ainda pouco conhecida, é a promessa de Goiás na área de ecoturismo. Vem com a gente que, neste artigo, vamos te mostrar o que fazer em Mambaí para tornar sua viagem ainda mais especial e cheia de adrenalina!

Sem dúvidas, o que mais chamou nossa atenção em Mambaí foi a diversidade de passeios. Tem pra todos os gostos! Se você gosta de experiências novas, Mambaí é perfeita pra você: pêndulo em cachoeira, rapel em caverna, tirolesa… Mas, se você não é muito fã desses esportes radicais, a cidade também pode te surpreender: fervedouro, poços azuis, cachoeiras, etc. Difícil é saber escolher o que fazer em Mambaí!

Cachoeira do Funil Mambaí
Pêndulo na Cachoeira do Funil: pense num passeio inesquecível!

Outro fator muito positivo da cidade é que a maior parte das atrações são bem perto do centro e bem próximas da rodovia. Além disso, Mambaí é uma cidade ao melhor estilo 2021: os atrativos não costumam ficar cheios e são ao ar livre!

Quem preparou tudo e cuidou muito bem da gente nesses dias em Mambaí foi a Mambaí Adventure, empresa pioneira na região, que recomendamos de olhos fechados. Foram super solícitos, sugeriram os passeios de acordo com o nosso perfil e ofereceram os passeios com a máxima segurança possível.

Ao longo deste artigo, vamos falar tudo que você precisa saber sobre a cidade (como chegar, onde ficar, onde comer, o que levar…) e vamos contar em detalhes como foi cada um dos passeios que fizemos durante esses dias!

COMO CHEGAR A MAMBAÍ

A melhor maneira de chegar à Mambaí é de carro (não é preciso carro 4×4). A cidade fica a 300km de Brasília, onde moramos. Nós fomos com o nosso carro e fizemos o trajeto em 04:20hs, sem pressa. O trecho é todo asfaltado, não há pedágios e a estrada está em ótimas condições.

Como chegar a Mambaí
Estrada de Brasília a Mambaí

Antes da pandemia, havia ônibus de Brasília até Mambaí, mas foram suspensos. O pessoal da Mambaí Adventure nos informou que há taxistas que fazem este trajeto e, se o carro estiver cheio, cobram por volta de R$ 80,00 por pessoa por trecho.

Se você pousar em Brasília para ir para Mambaí, sugerimos que alugue o seu carro Rentcars.com, que sempre oferece um serviço de qualidade e compara o preço de diversas locadoras. Perceba, no mapa acima, que Mambaí está localizada dentro de uma APA: a Área de Proteção Ambiental das Nascentes do Rio Vermelho.

Rapel na claraboia da Caverna Lapa das Dores
Descendo de rapel na claraboia da Caverna Lapa das Dores

MELHOR ÉPOCA

Fizemos essa pergunta pra todos os guias da Mambaí Adventure e todos responderam da mesma maneira: todas as épocas são boas, hehe. Como a cidade tem atrativos muito diferentes, dá pra aproveitar o ano todo.

Pessoalmente, nós consideramos que a melhor época seria na seca, entre os meses de maio e agosto. Além de evitar as chuvas, nessa época, as águas das cachoeiras e dos poços estão mais transparentes e as trilhas menos escorregadias.

Por outro lado, se você for na época da chuva, não há perigo em relação às trombas d’água (que é um dos grandes cuidados que temos que tomar nesse período), porque as nascentes são todas bem perto, na própria cidade.

Trilha do Cancão Danado Mambaí
Trilha do Cancão Danado

No tópico abaixo, vamos falar sobre a parte mais divertida deste artigo: o que fazer em Mambaí e quais foram as nossas impressões de cada passeio! 😊

O QUE FAZER EM MAMBAÍ

Como falamos acima, há muitas opções de atrativos na cidade, que são bastante diferentes entre si. O atrativo de que mais gostamos e que é o cartão-postal da cidade é a Cachoeira do Funil. Como temos muito a falar, fizemos um artigo especialmente dedicado a ela. Aqui, você acessa o artigo com todas as informações sobre a Cachoeira do Funil.

Um vídeo rápido do pêndulo na cachoeira do Funil pra você ter um gostinho do que te espera lá:

 

Deus foi muito generoso com Mambaí: imagine um rio que cai exatamente ao final de uma caverna, formando uma cachoeira forte. Agora imagine que, em frente à essa cachoeira, há uma pedra alta, que foi cirurgicamente colocada ali por Deus para você pular e fazer um pêndulo super divertido. Fera, né?

Antes de falarmos sobre os passeios, é bom saber que, à exceção do pôr do sol na divisa com a Bahia, todos os passeios em Mambaí necessitam de guia, porque estão em propriedades privadas. Nós fizemos todos eles com a equipe super profissional da Mambaí Adventure!

POÇO AZUL

O Poço Azul foi uma das atrações que fez mais sucesso no nosso Instagram enquanto compartilhávamos a viagem. Apesar de o nome ser Poço Azul, são 3 poços, na verdade, que são bastante diferentes entre si. Cada um tem uma beleza própria.

Poço Azul Mambaí
Este é o primeiro poço

O primeiro tem uma cachoeira de 25m e um poço bem gostoso pra nadar, onde pega bastante sol. A água é mais esverdeada, com uma coloração esmeralda. Ótimo para fotos! O segundo poço tem uma queda d´água de 7m, uma cor de água mais azul e uma vegetação bem inusitada ao redor. É o mais exótico deles.

Poço Azul Mambaí
Este é o segundo poço!

O terceiro e último é o que tem a água mais azul. Tem um poço grande, ótimo para pular e mergulhar. A vegetação é mais fechada e, por isso, pega menos sol. É muito lindo e divertido! Olha só a gente curtimos essa maravilha sozinhos:

Para chegar lá, são 16km de carro da cidade até a entrada da propriedade. A gente estaciona o carro e inicia uma trilha de nível intermediária a difícil. São 4,5 km cada trecho, totalizando 9km de trilhas. É importante dizer que a trilha tem alguns trechos bem íngremes (olhe a foto abaixo):

Poço Azul Mambaí
Trilha com partes bem íngremes para chegar ao Poço Azul

Normalmente, os grupos levam entre 01:30hs a 02hs para fazer cada trecho. Os poços estão bem perto um do outro, de maneira que, se você for até o primeiro, vale muito a pena ir até os outros dois, não gastará mais do que 10 min de caminhada para isso.

A roupa ideal é tênis e, se possível, calça. Nós fomos de short/bermuda e foi tranquilo, mas dê preferência à calça. Assim como em quase todos os passeios em Mambaí, o tênis vai molhar (o ideal é ir com o tênis apropriada pra trilha, de preferência o menos escorregadio possível).

Poço Azul Mambaí
Este é o terceiro e último poço, o mais azul deles!

É importante saber que esse passeio dura um dia inteiro (salvo engano, é o único atrativo da cidade que é mais demorado). A gente sai às 08:30hs da manhã e volta por volta das 15hs, 16hs. Depende do tempo que o grupo demora para fazer a trilha e aproveitar os poços.

Normalmente, a Mambaí Adventure encomenda um almoço na Fazenda do Vavá, lá perto, para quem quiser. É uma boa pedida! A comida é caseira, muito gostosa e talvez você tenha dificuldade em achar um almoço na cidade no meio da tarde. No terreno, há um rio, que dá pra tomar um banho e também lavar os tênis.

Dá uma olhadinha nessa borboleta incrivelmente azul que nos presenteou com sua presença no primeiro poço 😍:

RAPEL NA CLARABOIA DA CAVERNA DAS DORES

O rapel na claraboia da Caverna das Dores é um passeio muito diferente, que tem a cara da Mambaí! Basicamente, você entra na caverna por uma claraboia bem pequena, fazendo um rapel de 27m até chegar ao chão. Dá uma olhadinha na fenda em que você passará:

Rapel na claraboia da Caverna Lapa das Dores
Olha por onde a gente precisa passar pra acessar a caverna!

É uma caverna aberta, pequena, em que você não vai experimentar a escuridão total. Por outro lado, vai ver morcegos, observar as formações próprias das cavernas: estalactites, espeleotemas, etc. Veja, no vídeo abaixo, a descida do Babinho:

É um passeio para quem quer curtir o rapel e quer conhecer uma caverna por dentro sem precisar fazer trilhas longas, andar com a água na cintura dentro da caverna ou precisar ligar a lanterna para caminhar.

Para chegar lá, são 16km de carro do centro e uma caminhada bem tranquila de 600m. Para quem não curte trilha e quer ver uma caverna bem linda por dentro, é uma ótima opção (mas lembre-se que é uma caverna bem pequena, comparada às outras na cidade). Além, é claro, de descer de rapel ao lado de estalactites. É uma experiência única!

Rapel na caverna Lapa das Dores - Mambaí
Entrando na caverna Lapa das Dores pelo rapel na clarabóia

Já havíamos feito isso uma vez no Abismo Anhumas, em Bonito. A claraboia é bem parecida, e o rapel também, mas, lá embaixo, dá pra fazer até mergulho nas formações. É incrivelmente lindo esse passeio! Recomendamos muito para quem vai a Bonito.

Rapel na caverna Lapa das Dores - Mambaí
Caverna Lapa das Dores, que acessamos por um rapel de 27m

TIROLESA

Eu, Carol, já havia ido à Mambaí há uns 15 anos, acampar com os amigos da UnB. E esse foi um dos passeios que fizemos à época! (Mais legal que já ter ido ao local com uns amigos, é perceber que, depois de tantos anos, continuamos amigos. Fiquei muito feliz com essa constatação 😊)

Essa tirolesa é bem eclética, porque a família inteira ama! A 16km de carro do centro da cidade, está o local onde a tirolesa chega e onde você se prepara para descer. O carro para na frente mesmo do local.

Tirolesa Mambaí
Descendo a tirolesa de 302m em Mambaí

Chegamos, olhamos o cânion – deu aquele friozinho na barriga! -, ouvimos as explicações dos guias e nos equipamos. De lá, já prontos, caminhamos 400m até o ponto de onde a tirolesa sai.

São 302m de descida, percorrendo um cânion, um corrégo e a entrada da caverna Lapa do Penhasco, a 102m de altura. Confesso que não vi nada disso, estava muito ocupada gritando e orando a Deus pela minha vida naquele momento! 🤣🤣 Olha só:

 

Foi muito divertido! Babinho estava pleno e tranquilo, conforme o vídeo mostra, mas comigo foi mais tenso kkkkk. Ele foi, inclusive, segurando o celular. Os guias falaram que muitas pessoas fazem isso. Eu não tive essa coragem, rs…

 

FERVEDOURO DO LÉO

O fervedouro do Léo foi o último passeio que fizemos em Mambaí, na segunda-feira pela manhã, antes de voltar pra Brasília. Tanto o fervedouro quanto o lago do Léo ficam na Fazenda Rio Vermelho, que é uma propriedade privada.

Da sede da fazenda até o fervedouro, são 6km de estrada de chão (muita areia!). Com carro baixo e sem tração, é preciso deixar o carro estacionado na sede e ir a pé. São 12km ida e volta em uma trilha praticamente sem sombra. Puxado!

Fervedouro do Léo Mambaí
Fervedouro do Léo

Nosso carro, que é 4×4, foi até bem perto do fervedouro! A cerca de 700m do lago, havia um local muito difícil de passar e preferimos deixar o carro estacionado lá e continuar a pé. Como estava perto, foi tranquilo!

Há basicamente duas atrações, uma ao lado da outra: o lago e o fervedouro. O lago é um “poço” para banho bem exótico, com água transparente e formações de algas pra lá de diferentes. Eu, Carol, não tive coragem de entrar, rs. Mas Babinho entrou e ficou impressionado com aquelas algas exóticas lá dentro.

Fervedouro do Leo Mambai
Lago do Léo, ao lado do fervedouro

O fervedouro é bem diferente dos fervedouros que vimos no Jalapão! A água é transparente, mas a areia é meio marrom, meio avermelhada. Quem olha de cima, acha que a água é escura, mas, na verdade, é só a cor da areia. Olha a cor dessa água e que legal esse fervedouro:

Conforme a gente vai falando e vai se movimentando, a nascente vai se mexendo mais e mais. Aliás, você sabe o que é um fervedouro? É uma nascente de rio subterrâneo, onde não é possível afundar. Ao entrar no fervedouro do Léo, parece até que é areia movediça… (mas não é, fique tranquilo!). Olhe esse vídeo de eu tentando sair da água super rasa, rs:

 

E é por isso que é tão divertido! Ficamos lá um tempão, brincando, tentando afundar, mexendo na nascente da água…  Já deve ter imaginado que, com a lâmina de água pequena, você vai sair de lá lotado de areia na sunga e no biquíni, rs.

Mas não há problema, porque há um rio ao lado, onde você pode entrar e tirar a areia. Como estávamos só nós dois e o guia, pedimos licença pra ele, tiramos a roupa de banho e até a lavamos no rio, hehe.

O fervedouro é muito divertido, mas acreditamos que ainda há muito potencial para melhorar. Veja que, no fervedouro do Ceiça, o mais famoso do Jalapão, há até algumas bananeiras plantadas ao redor… Acreditamos que, se eles limparem bem a área e fizerem um deck de madeira para acesso, já ficaria muito melhor! Fica aqui a nossa dica pro pessoal da Fazenda Rio Vermelho.

O que fazer em Mambaí
Praticamente impossível voltar de um passeio em Mambaí com os tênis secos, rs…

TRILHA DO CANCÃO DANADO

A trilha do Cancão Danado é o mais novo atrativo da região, aberto há menos de 2 meses. Foi o nosso primeiro atrativo na cidade, na sexta-feira à tarde. Basicamente, é uma trilha de dificuldade média que tem a cara de Mambaí (passa duas vezes por um rio) e chega a uma cachoeira muito divertida.

Como o atrativo é novo, a Cachoeira ainda não tinha nome. Fizemos uma enquete no nosso instagram e nossos seguidores votaram pelo nome de Cachoeira do Esconderijo. O vídeo mostra porque demos esse nome🤣:

Conversamos com o dono do local e, para a nossa alegria, ele acatou nosso nome. A partir de agora, essa cachoeira linda chama Cachoeira do Esconderijo! 😊 É uma cachoeira diferente das que vemos por aí, porque está disposta em “camadas”, digamos assim.

É perfeita para sentar e fazer uma hidromassagem natural, que nós amamos. E, como mostrou o vídeo acima, dá pra até pra brincar e ficar escondido atrás dela. E, não vamos mentir, água gelada, viu! Hehe

Trilha do Cancão Danado Mambaí
Hidromassagem natural na Cachoeira do Esconderijo

Na trilha, há também um abrigo de pedra, em que muitas pessoas acampam na região. Como também não havia nome, demos o nome do local de Boca do Dinossauro, porque a pedra tem a forma perfeita de uma cabeça de dinossauro. Olhando a foto abaixo, diga: parece ou não parece?

O que fazer em Mambaí
Parece ou não parece uma Boca do Dinassauro?

PÔR DO SOL NA DIVISA COM A BAHIA

O pôr do sol na divisa com a Bahia é aquele passeio que todo mundo gosta: bom, bonito e barato!🤣 . Para sermos mais precisos, é custo zero e é muito lindo, de verdade! O curioso é que, ao chegar à divisa, o lado goiano está asfaltado, e o baiano não está, rs. Olha só:

O que fazer em Mambaí
Divisa com o Bahia: o lado goiano está asfaltado, mas o baiano não está

No primeiro dia, fomos com o guia. No sábado, fomos sozinhos. É bem fácil. A gente te explica: você pega a estrada Cocos Bahia, em direção à Bahia. Vire na última entrada à esquerda, antes da divisa. Você vai encontrar uma pista bem larga, que era para ser um pista de pouso de avião. Pare ali mesmo, de frente para o vale, e espere o espetáculo começar. Se você ficar inseguro ou tiver alguma dúvida, é só entrar em contato com o pessoal da Mambaí Adventure, que eles te auxiliam e/ou mandam a localização do ponto, sem custo.

Chegamos do Poço Azul por volta das 16hs. Compramos um açaí na cidade e levamos para tomar lá, assistindo ao pôr do sol. Foi inesquecível!

o que fazer em mambaí
Lindo pôr do sol na divida com a Bahia!

Havia 2 carros ao lado, que estavam juntos, pareciam ser uma família. As crianças brincavam no chão e um rapaz cantava e tocava o violão na caçamba da caminhonete. Ele tocava muito, muito bem! Ficamos ali, tomando nosso açaí, assistindo a um showzinho particular no violão e a outro espetáculo no céu e muito agradecidos a Deus por aquele momento.

Vale muito a pena tirar um ou dois dias para assistir ao pôr do sol na divisa. Dá até pra ficar dentro do carro. É muito prático!

O QUE FAZER EM MAMBAÍ – PASSEIOS QUE NÃO FIZEMOS

Aqui vai uma lista dos passeios que não fizemos: alguns porque estavam fechados por conta da pandemia, outros porque não tivemos tempo, e outros porque ficaram para uma segunda visita.

– Cachoeira Paraíso do Cerrado;

– Cachoeira do Alemão;

– Trilha Itaguassu;

– Caverna Lapa do Penhasco;

– Boia cross;

– Cachoeira do Segredo;

Além destes, o que mais chamou nossa atenção foi a expedição na Caverna do Borá. É uma expedição de 3hs dentro da caverna, que tem até cachoeira dentro. Parece irado, né?

O que fazer em Mambaí
Nós na Caverna Lapa das Dores

ONDE FICAR E ONDE COMER EM MAMBAÍ

Mambaí é uma cidade bem pequena, com 10.000 habitantes. As opções de hospedagem e de alimentação são limitadas, mas dá pra ficar instalado e comer bem, apesar disso.

Nós fechamos uma parceria com a Mambaí Adventure e ficamos hospedados no hotel APM II, como cortesia. No vídeo abaixo, filmamos rapidinho o nosso quarto pra vocês, que era bem confortável, novinho e limpo.

O hotel APM II tem uma grande vantagem: ele fica exatamente ao lado da agência da Mambaí Adventure e da churrascaria do posto, que é a melhor opção da cidade na hora do almoço! Fica tudo super prático.

Com exceção do Poço Azul – que é um passeio de dia inteiro-, a maior parte dos passeios na cidade ocupam metade do dia. Nesse caso, voltamos para a agência e, como ela está tanto ao lado do hotel quanto do restaurante, dá pra voltar no quarto, trocar de roupa, se precisar. Em um dia, deu até pra dar uma descansadinha antes do passeio da tarde, hehe.

Além disso, como a foto abaixo mostra, o café da manhã era muito gostoso e bem servido. Ficamos surpreendidos e muito bem abastecidos para passar um dia gastando muuuita energia 😊

 O que fazer em Mambaí
Café da manhã no Hotel APM II

Se você, como a gente, também for ficar hospedado no Hotel APM II, nossa sugestão seria ficar nos andares de cima. Ficamos no andar térreo e, como tinha movimentação de pessoas, acreditamos que os andares superiores sejam mais tranquilos.

Para jantar, se você quiser variar um pouco da churrascaria, a opção mais conhecida da cidade é o Açai Central, que serve também pizzas e sanduíches. Lembre-se que a cidade é bem pequena e os restaurantes são bem simples.

O que fazer em Mambaí
Nosso quarto novinho no Hotel APM II

Mas nossa indicação vai mesmo para a Quero Pizza, que entrega pizzas no sistema de delivery. Pedimos uma e estava incrivelmente deliciosa! Vale muito a pena, curtimos muito! Estávamos com tanta fome e a pizza estava tão bonita, que nem deu tempo pra tirar foto, rs. Pagamos R$ 48,00 por uma pizza grande com borda de catupiry, refrigerante e taxa de entrega.

Tirolesa Mambaí
Descendo os 302m metros da tirolesa de Mambaí

O QUE LEVAR PARA MAMBAÍ

Uma coisa é certa em Mambaí: ô cidadezinha pra deixar a roupa suja, viu! Hehe. As roupas que você usar em um dia ficarão imundas e terão que ir direto pro cesto. Normalmente, a gente volta dos passeios com as roupas (e tênis) molhados e sujos.

Uma dica muito boa é sempre lavar os tênis assim que chegar dos passeios, de maneira que, no dia seguinte, eles estejam o mais limpos e secos possível. Mas vão se sujar novamente, não tem jeito… Ah, leve muitos pares de meia! Você não conseguirá repetir aquelas meias que já foram usadas, rs. O vídeo abaixo é a cara das trilhas em Mambaí:

 

O nosso tênis é próprio pra trilhas com água, seca rápido e é super leve. Se você não tiver um nesse estilo, o mais importante é que não escorregue. Além disso, você vai precisar de calças pra trilha, filtro solar, boné, repelente, roupas leves e uma mochila.

Um saquinho impermeável para colocar celular e câmera é uma boa pedida, porque a gente atravessa muitos locais com a água na cintura – tanto nas trilhas quanto na caverna. Não é um item totalmente indispensável, mas, se você tiver, leve!

NOSSAS MÉTRICAS

Aaah, adoramos falar sobre as métricas de cada viagem! 😊 Para Mambaí, vamos de nível de dificuldade 2 de 5. Como os passeios são muito diferentes entre si, escolhemos nível de dificuldade 2, porque há passeios com dificuldade bem baixa e outros com dificuldade um pouco maior.

A tirolesa, a caverna Lapa das Dores e a Cachoeira do Funil, por exemplo, têm acesso bem tranquilo! Além disso, é fácil chegar e se locomover na cidade: rodovia toda asfaltada e passeios muito perto entre si.

E nível de aventura 3 de 5: afinal, a cidade respira aventura e a grande promessa do estado de Goiás no ecoturismo. Rapel, tirolesa, cavernas, cachoeiras, pêndulo… tudo isso reunido no mesmo local! 😊

Rapel na claraboia da caverna Lapa das Dores

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Queremos inicialmente agradecer ao Bruno e a toda equipe da Mambaí Adventure, por ter tornado essa viagem tão especial! Amamos esses dias aí com vocês. Se ainda não leu, leia aqui o artigo sobre a Cachoeira do Funil, o passeio de que mais gostamos em Mambaí e que é o cartão-postal da cidade.

Poço Azul Mambaí
Poço Azul

Caso o seu voo para essa ou qualquer outra viagem tenha sido alterado ou dado overbooking, sugerimos uma leitura no nosso artigo que explica como ganhamos mais de R$ 14.000,00 em indenizações de companhias aéreas, sem entrar na justiça, apenas por procedimentos administrativos. Mas, se você preferir ajuda para requerer seus direitos, indicamos a Voe Tranquilo, que cuida de tudo pra você e só cobra pelo serviço se você receber o valor a que tem direito.

Dica importante: se você preferir contratar um Seguro Viagem para se sentir mais seguro e tranquilo, recomendamos sempre os seguros de viagem da SegurosPromo. Você consegue comparar várias operadoras de seguro e ganha 5% de desconto com nosso cupom NOSSOMUNDO5 ! Clique aqui e confira!

Quer saber mais sobre passeios super diferentes em Goiás? Ficamos hospedados na casa na árvore mais alta do Brasil, na Chapada dos Veadeiros e contamos tudo nesse artigo.

Também ficamos hospedados em um trailer dos anos 80 instalado em um mirante com vista para o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. O relato completo está aqui.

O que fazer em Mambaí
Caverna Lapa das Dores

E, se você curte trilhas, dá uma olhada aqui na nossa experiência na Cachoeira da Cortina, nas Serras Gerais (Tocantins)! E, pra fechar com chave de ouro, um relato da trilha mais diferente que fizemos: a travessia a pé dos Lençóis Maranhenses, percorrendo a pé 40 km em 3 dias. Leia aqui!

E, se quiser ver mais fotos e vídeos das nossas aventuras, segue a gente lá no instagram!

NOTA: Nossa viagem para Mambaí ocorreu por meio de uma parceria com a agência Mambaí Adventure. Entretanto, este post foi escrito com base nas nossas opiniões e experiência e não sofreu qualquer tipo de interferência.

Planeje sua viagem

chip internacional

INTERNET NO EXTERIOR

seguro viagem

SEGURO VIAGEM

aluguel de carro

ALUGUEL DE CARRO

passagens aereas

PASSAGENS AÉREAS

Rolar para cima