Por Carol e Babinho

TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA ESQUIAR EM CORTINA D’AMPEZZO, NAS DOLOMITAS

Itália: tudo que você precisa saber para esquiar nas Dolomitas

Esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália

Por que decidimos esquiar em Cortina D’Ampezzo, nas Dolomitas, na Itália? Porque, por incrível que pareça, foi o esquema mais barato que a gente descolou para esquiar no hemisfério norte! Fique com a gente que, nesse artigo, vamos te explicar como isso foi possível em uma estação tão famosa e badalada, além de te dar todas as dicas dessa região simplesmente incrível!

As Dolomitas são uma cadeia de montanhas que ficam bem no norte do país, nos alpes italianos. De beleza única, são Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco. No verão, a região chama atenção por seus lagos azuis e trilhas. No inverno, que vai de dezembro a março, a região abrange 12 áreas esquiáveis e 1.200 km de pistas próprias para esquiadores e snowboarders!

Entre as estações de esqui da região, a mais famosa delas é Cortina D’Ampezzo, chamada de Rainha das Dolomitas. Lá nós passamos nossa temporada de esqui de 2019 e simplesmente amamos. Cortina é a única estação italiana que faz parte do Best of Alps, uma associação que reúne as 12 melhores estações de esqui nos Alpes, em sua maioria suíças e austríacas.

Abaixo, assista um videozinho nosso caseiro, filmado descendo as pistas com a gopro na mão e no capacete mesmo, pra você ter uma ideia de como esquiar em Cortina D’Ampezzo vale muito a pena!

Para pesquisar opções de hospedagem na estação de Cortina D’Ampezzo, clique aqui.

COMO CHEGAR À CORTINA D’AMPEZZO E SE LOCOMOVER LÁ

Este foi um dos motivos cruciais pelo qual escolhemos esquiar em Cortina D’Ampezzo. Chegar lá é muito fácil e barato:

  • distância a partir de Veneza: 162 km
  • distância a partir de Inssbruck (Áustria): 165 km

No nosso caso, resgatamos passagens com milhas de Guarulhos até Veneza. Amamos Veneza, é uma cidade muito especial na nossa história. Passamos um dia lá e seguimos para Cortina no dia seguinte, de ônibus.

Esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália
Passeio em Veneza, antes de ir pra Cortina

Há duas maneiras fáceis de chegar à Cortina D’Ampezzo saindo de Veneza: de ônibus ou de carro. Normalmente, quem vai no verão para conhecer toda a região prefere ir de carro, porque tem mais mobilidade. Por outro lado, se você, como a gente, vai para esquiar, recomendamos fortemente que você vá de ônibus!

Explicamos: dirigir na neve pode não ser tão simples para quem não tem experiência e os estacionamentos costumam ser caros (a título de exemplo, o nosso hotel cobrava €25 por dia de estacionamento!). Além disso, Cortina é um vilarejo pequeno e tudo é facilmente acessado a pé. Se você for para aproveitar a montanha e ficar bem localizado, em regra não precisará de carro na sua estadia.

Se você quiser alugar o carro pra ter mais mobilidade, conforto e acessar outras estações italianas em uma mesma temporada, recomendamos que você alugue o carro na rentcars.com.

Namorando em Veneza, antes de subir a montanha 🙂

De Veneza, há 3 empresas de ônibus que chegam às Dolomitas: Flixbus, Cortina Express e ATVO. A viagem dura pouco mais de 2hs e o preço é por volta de € 12 (euros). No nosso caso, pagamos €10 na ida e €20 na volta, por conta do horário (queríamos voltar no final de dia, para aproveitar o último dia esquiando! #fominha hehe).

Se você já tem o costume de esquiar, sabe que a rotina de esquiador é: montanha de dia + centrinho à noite, para jantar, beber, passear. Dessa maneira, você, em regra, fará dois trajetos diários na sua temporada de esqui: de dia, do hotel para o lift da estação de esqui (aquelas cadeirinhas que te deixarão na pista esquiável); e, de noite, do hotel para o centrinho do vilarejo (em Cortina, a rua é a Corso Italia).

Em Cortina, esses dois trajetos são muito fáceis e acessíveis, se o seu hotel for bem localizado. Isso porque a estação fornece um ônibus para esquiadores que passa na frente de vários hotéis e deixa exatamente na porta do lift. Você não precisará caminhar praticamente nada com o seu esqui – que é super pesado – nas costas! Já já explicamos direitinho como isso funciona. No mapa abaixo do Google Earth, você consegue ver como a estação de Cortina D’ampezzo está bem no meio das montanhas e é uma região pequena e super bem localizada.

Esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália
Cortina D’Ampezzo, localizada entre as montanhas esquiáveis

COMO É A ESTAÇÃO DE ESQUI DE CORTINA D’AMPEZZO

A estação de Cortina é muito bem estruturada, completíssima e linda: não é à toa que é a estação mais famosa da Itália. Na nossa temporada lá, em janeiro de 2019, estava tendo a Copa do Mundo Feminina de Esqui Alpino. Pense se Carol não amou assistir de perto ?

Para esquiar em qualquer lugar, você precisará providenciar três coisas: roupas próprias para esqui + equipamento + ticket que te dá acesso à estação de esqui, chamado de skipass. Este último não tem jeito: você precisará comprar direto na estação de esqui e o preço é tabelado.

No inverno de 2019, o preço do skipass era de € 40 por pessoa/dia. Não é barato em termos absolutos, mas, em comparação com as estações da América do Norte, da Europa e até mesmo da América do Sul, é um preço bem razoável pelo que a estação oferece. Só para você ter uma idéia: nos EUA, o preço pode chegar a US$ 130, por pessoa/dia!

Esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália - Refúgio Scoiatolli
Refúgio Scoiatolli, nas Dolomitas

No ticket, está incluído o acesso a 120 km de pistas, o acesso a todos os teleféricos, aos refúgios dentro da estação – onde você pode almoçar, tomar um café, etc –  e ainda direito aos ônibus que passam por todo o vilarejo e te deixam na porta do teleférico. (Teleféricos são também chamados de lift).

Para ter acesso ao ônibus, basta ter comprado o skipass – já está incluído no preço. Ao entrar no ônibus, é só mostrar o ticket, mas, no nosso caso, nem pediram nenhuma vez. Imagino que eles assumam que, se a pessoa está indo até a entrada do lift, ela já comprou o ticket que dá acesso a ele. O ônibus passa na Piazza Roma, no terminal de ônibus de Cortina e na frente de vários hotéis.

Nesse link, você consegue achar os horários dos ônibus, mas já te adianto que eles são bem frequentes e servem a vários teleféricos diferentes. Nossa sugestão é que, ao chegar no seu hotel, já conversa na recepção e se informe sobre eles. Eles costumam fornecer os horários em um papel, na recepção do hotel.

Demoramos muito a entender como funcionam as áreas esquiáveis em Cortina e te explicamos aqui tintim por tintim, para facilitar bastante sua vida. Veja o mapa abaixo de toda região:

Mapa da estação de esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália
Mapa da estação de esqui de Cortina. Fonte: www.dolomitisuperski.com

Como você pode ver acima, existem sete “áreas esquiáveis”, em localizações diferentes. Elas não se conectam entre si. São elas: Lagazuoi – 5 Torri; Giau; Tofana; Cristallo – Faloria; Misurina; San Vito di Cadore; Auronzo di Cadore. Três dessas áreas são principais e consideradas propriamente Cortina d’Ampezzo:

  • Faloria – Cristallo
  • Tofana
  • Lagazuoi – 5 – Torri – Giau.

Conversamos com alguns locais assim que chegamos e nossa percepção foi: 5 Torri é considerada a mais bonita, com pistas excelentes; Tofana é lembrada por ser a maior área, com excelente infraestrutura e Faloria é amada pelo pessoal da cidade por suas pistas radicais.

Esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália - 5 Torri
5 Torri

Tínhamos 4 dias de esqui. No nosso primeiro dia de esqui, fomos para Tofona, a área mais perto, com a maior quantidade de pistas de todos os níveis, e mais facilmente acessada. Amamos! No segundo dia, fomos para 5 Torri, que todos diziam ser a área mais bonita. E, meu Deus, como é linda! Sem dúvida, foi uma das montanhas mais incríveis em que já estivemos esquiando. Além de linda, as pistas eram largas, vazias, deliciosas. O vídeo que postamos acima filmamos todo em 5 Torri, por volta das 14hs. Perceba no vídeo que as pistas estavam super vazias, um visual animal e um solzinho mais que aconchegante.

A ideia era, no terceiro dia, ir pra Faloria. Olhamos no mapa, pareceu que eram poucas pistas e, tínhamos amado tanto Tofana e 5 Torri, que decidimos repetir cada uma delas nos dias seguintes! ? Além disso, decidimos repetir  Tofana porque estava tendo o Mundial Feminino e queríamos assistir e acompanhar de perto. Foi muito legal!

Nós não temos os nossos próprios esquis, pois é um equipamento muito pesado e normalmente custa caro despachar. Dessa maneira, sempre alugamos nas estações em que vamos.  Pranchas de snowboard, entretanto, são muito mais fáceis de transportar.

Esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália
Dia de sol em Cortina

Alugamos nossos equipamentos de esqui na Snow Service Cortina, que fica bem em frente ao nosso hotel e fornece 10% de desconto aos hóspedes. Fizemos uma pesquisa rápida na região e logo percebemos que o preço do aluguel dos equipamentos era tabelado. Para quatro dias, pagamos por volta de € 70. Em relação às outras estações, acredite, esse preço é barato! A título de exemplo, no Valle Nevado, aqui no Chile, você paga mais de € 40 euros por dia – isso mesmo, por dia!

Fique ligado: como você pode ver no mapa acima, há poucas pistas verdes (fáceis) para quem vai esquiar em Cortina D’Ampezzo.

Atenção! O ônibus que vai para a estação de 5 Torri sai da estação de ônibus de Cortina (autostazione). Em janeiro de 2019, na nossa temporada, os horários de saída eram 08:45hs, 09:15 e 09:50 pela manhã (o trajeto demora 25 min). Sugerimos, como falamos acima, que, ao chegar ao hotel, você peça uma tabelinha com os horários atualizados e ande sempre com ela no bolso da roupa de esqui.

Esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália - 5 Torri
5 Torri

ONDE SE HOSPEDAR EM CORTINA D’AMPEZZO

Amamos o hotel em que nos hospedamos, o Hotel Bellevue Suites & Spa! Pagamos por volta de € 145 a diária, por casal, com um super café da manhã. Entretanto, há várias opções pro seu bolso, que podem variar de € 80 a € 600.

Quando procuramos um hotel para a temporada de esqui, buscamos algum conforto, boa localização (muitíssimo importante!) e um “spa”, pra aproveitarmos tudo que o inverno pode nos oferecer!

Normalmente, depois do esqui, vamos a uma piscina bem quente, seja ao ar livre (as melhores!) ou indoor. É incrivelmente gostoso! Em Cortina, percebemos que os hotéis não tinham muito essa opção, mas tinham a opção de spa incluído no preço. Por spa, normalmente se quer dizer um conjunto de saunas (a vapor, finlandesa, mediterrânea, etc) e massagens (essas são à parte).

No Hotel Bellevue, experimentamos uma sauna vertical excelente, que ainda não conhecíamos. É um caminho em que você passa por vários chuveiros, seguindo uma ordem preestabelecida. Os chuveiros vão alternando temperatura (tem água morna, super gelada e super quente!), pressão da água e cheiros. No vídeo abaixo, você vê o Babinho passando por cada um dos chuveiros:

Essa sauna é chamada de sauna vertical Kneipp e adoramos a experiência, depois de um dia na montanha. Ficamos curiosos e, com uma pesquisa no Google, descobrimos que Kneipp foi um padre que desenvolveu um método super bacana de hidroterapia, que se baseia justamente nisso: alternância de água quente e fria.

Outro ponto alto do hotel foi a localização. O ponto de ônibus que leva até o teleférico do esqui é exatamente na frente do hotel! Da porta do hotel, você atravessa a faixa de pedestres e já está no ponto de ônibus. Além disso, a estação do ônibus que chega de Veneza (autostazione) fica a 280 m do hotel, de maneira que você consegue ir caminhando com as malas para o hotel tranquilamente. E, pra completar, o centrinho de Cortina começa a menos de 100 m do hotel. Melhor impossível!

Esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália
Rua Corso Italia, no coração de Cortina

Café da manhã excelente, quarto super espaçoso com varanda, restaurante muito bom: essas foram outros pontos altos do hotel.

Esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália
Restaurante do Hotel Belluvue Suites, onde nos hospedamos

O booking.com tem uma lista de outros hotéis excelentes, a vários preços disponíveis. Nossa única sugestão é que, se você for de ônibus até Cortina, escolha um hotel bem localizado, em relação ao ônibus que chega de Veneza, ao ônibus da estação de esqui e ao centrinho (Corso Italia).

Em sua descrição no booking.com, os hotéis normalmente já colocam a distância para o ponto de ônibus, para os teleféricos, etc. Fique de olho nessas informações!

ONDE COMER EM CORTINA D’AMPEZZO

Para quem vai esquiar em Cortina D’Ampezzo e curte comer bem, temos boas dicas, mas anote aí as duas imperdíveis:

Confeitaria Pasticceria Panificio Alverà, bem ao lado do nosso hotel, com o melhor docinho de pistache da vida! Simplesmente maravilhoso. Após um dia na montanha, vale a pena parar ali, tomar uma bebida quente e comer um docinho antes de voltar pro hotel pra descansar.

A segunda dica imperdível não é um local em si, mas uma comida. Você já ouviu falar no presunto speck, típico do norte da Itália? Nós já tínhamos estado nessa região, mas não conhecíamos. Simplesmente amamos. Tudo que íamos pedir era speck pra lá, speck pra cá. Especialmente na pizza! Huuum! Essa foto aí abaixo é no Restaurante Il Ponte, que nos surpreendeu com uma pizza de speck com gorgonzola divina (isso mesmo, uma inteira pra cada um rsrs).

Esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália - Pizza de speck
A felicidade com uma pizza de speck, depois de um dia na montanha

Recomendamos, também, o restaurante 5 Torri, que também serve pizza e fica sempre lotado. Ficamos tão viciados no speck que, de volta a Veneza, chegamos bem tarde ao hotel, e os restaurantes ao redor estavam todos fechados. Ficamos em um hotel super perto do aeroporto, porque voltaríamos pro Brasil no outro dia. A cozinha do hotel falou que só poderiam fazer uma pizza. Sorrimos e perguntamos se havia pizza de speck com gorgonzola. Claro que tinha e claro que comemos, de novo!

Speck, presunto típico desta região na Itália

Há, na região de Cortina, uma lista de 13 restaurantes com estrela Michelin, que você acessa nesse link. Apesar de parecerem maravilhosos, nós não conhecemos nenhum dessa vez. Achamos os preços salgados, alguns eram bem distantes e, na Corso Italia, conseguíamos comer muitíssimo bem todas as noites.

Almoçamos todos os dias na montanha mesmo, nos refúgios que ficam entre uma pista e outra (#fominha é assim mesmo, né, não perde um minuto de esqui. Voltar pra cidade pra almoçar? Nem pensaaar hehe). E a boa notícia é que a comida era sempre maravilhosa. Aliás, nem falamos aqui ainda, mas a Itália é nosso país preferido do mundo! E a gastronomia contribui demais pra isso, né ?

Na área de 5 Torri, nós recomendamos o Refúgio Scoiatolli, que tem uma vista espetacular, uma jacuzzi fantástica e uma comida deliciosa!

Esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália - Refúgio Scoiatolli, 5 Torri
Refúgio Scoiatolli, em 5 Torri

Na área de Tofana, sugerimos fortemente que você vá ao Rifugio Duca D’Aosta almoçar. Para chegar lá, tem que saber esquiar bem (pistas vermelhas), mas, se você puder, almoce lá. A comida é barata, muiiito gostosa e chega super rápido. Em 40 min, você está de barriga cheia pronto pra subir e descer montanha de novo, hehe.

DICAS FINAIS

E se alguém que estiver comigo não gostar de esquiar? Cortina é um destino ótimo para levar acompanhantes – cônjuge, familiar ou amigos – que não curtem muito esquiar. A cidade é bem movimentada, com ótimos restaurantes (muitos com estrela Michelin, lembra?); atividades culturais à noite, inclusive com música; e uma variedade de lojas de marca – excelente para compras!

Nesse link, você encontra várias atividades de inverno que podem ser feitas por quem não vai esquiar em Cortina D’Ampezzo, como fatbike (bicicleta própria pra neve), dogsledding, atividades para crianças e até snowshoe, que é bem tranquilo. A lista completa das atividades está no menu ” Experiences” -> “Winter Experiences”. Também há o calendário oficial de eventos de Cortina, que já mostra que, em fevereiro de 2021, será sediado lá o Mundial de Esqui Alpino… ê vontade! ?

Olhe, não se engane: esquiar é um esporte caro e, em Cortina, assim como em qualquer estação badalada da Europa, os preços são caros. Por que a região das Dolomitas foi nossa temporada de esqui mais barata até hoje?

Esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália

Por alguns fatores: fomos de milhas até Veneza + fomos de ônibus até a estação + o preço do aluguel dos equipamentos e do skipass são mais baratos do que a grande maioria das estações por aí, incluindo da América do Sul + come-se muito bem na Itália em qualquer esquina.

Isso não quer dizer, todavia, que seja uma viagem barata; não é! Esquiar é um hobbie caro, que exige planejamento financeiro, mas que vale muito a pena. Todo mundo que eu conheço que foi viciou e ama, assim como nós.

Nossas métricas para essa viagem inesquecível estão aí abaixo! Por que o nível de dificuldade está relativamente alto (3 de 5)? Porque, como falamos acima, há poucas opções de pistas verdes em Cortina. Se você nunca esquiou, não é muito dos esportes e tem receio da sua primeira temporada, talvez Cortina não seja a estação ideal para você começar. E o nível de aventura é alto (4 de 5), porque a estação é do caramba, com pistas quilométricas e largas (dá pra voar baixo!), visual incrível  e dá pra se divertir muiiiiiiiiito lá!

DESCONTOS

Se você quer um desconto de 10% na compra de chips internacionais da Yes Brasil para se manter conectado na Itália e, principalmente, na montanha, clique aqui e use nosso cupom de desconto: PROMO10

Caso o seu voo para essa ou qualquer outra viagem tenha sido alterado ou dado overbooking, sugerimos uma leitura no nosso artigo que explica como ganhamos mais de R$ 14.000,00 em indenizações de companhias aéreas, sem entrar na justiça, apenas por procedimentos administrativos. Mas, se você preferir ajuda para requerer seus direitos, indicamos a Voe Tranquilo, que cuida de tudo pra você e só cobra pelo serviço se você receber o valor a que tem direito.

Para uma viagem de esqui segura, recomendamos os seguros de viagem da SegurosPromo. Você consegue comparar várias operadoras de seguro e ganha 5% de desconto com nosso cupom NOSSOMUNDO5 ! Clique aqui e confira!

Tivemos dias inesquecíveis em Cortina e muita história pra contar. Para se ter uma ideia, precisamos até ser resgatados pela polícia depois que a montanha fechou, com uma neblina em que não se via nem 2 metros na frente. Mas isso é história pra outro dia, hehe.

Esqui em Cortina D'Ampezzo Dolomitas Itália

Se você já foi esquiar em Cortina D’Ampezzo ou em outro local na Itália, conta pra gente como foi. Ficou com vontade de comer uma pizza com vinho na neve? Estamos à disposição para te ajudar. E, se você curte passeios diferentes na neve, leia aqui nosso artigo sobre pesca no gelo no Ártico! ❄

Já segue a gente no instagram? @aventuraspelonossomundo

Até a próxima temporada de esqui,

Carol e Babinho.

Booking.com

Quem Somos

cópia de 130729_4998-1024x1536.jpg

Olá! Somos Carol e Babinho, um casal parceiro, que ama experiências inusitadas pelo Brasil e pelo mundo - especialmente ligadas a aventura, esportes e natureza.
Saiba mais

Booking.com

Planeje sua viagem

chip internacional

INTERNET NO EXTERIOR

seguro viagem

SEGURO VIAGEM

aluguel de carro

ALUGUEL DE CARRO

passagens aereas

PASSAGENS AÉREAS

Rolar para cima