Por Carol e Babinho

Os 3 melhores passeios de aventura na Ilha de Maui, no Havaí

HAVAÍ: Como foi assistir o nascer do sol na cratera do vulcão e descê-lo de bike

O que fazer em Maui - Nascer do sol no vulcão Haleakala
Nascer do sol no vulcão Haleakala, acima das nuevns

O Havaí é, sem sombra de dúvidas, um dos melhores destinos de aventura do mundo! Como decidir o que fazer em Maui? Tem pra todos os gostos: mergulho, vulcão, trilha, helicóptero, montanha, arraia manta, surfe… E as mais diversas combinações entre eles: trilha de bike no vulcão, mergulho na cratera do vulcão, passeio de helicóptero sobre a cadeia de montanhas, trilhas nas montanhas e por aí vai…

Como se não bastasse, o Havaí é um destino perfeito também para quem está em outra vibe: procura descanso, praias lindas e paradisíacas, boas compras e uma rede hoteleira de dar inveja em qualquer cidade grande. Até hoje não encontramos ninguém que tenha ido ao Havaí e não tenha se apaixonado! O vídeo abaixo, que mostra um pouco das nossas experiências lá,  evidencia o quão eclético é o Havaí:

                 

A maior dificuldade que alguém passa ao ir para o Havaí é mesmo definir o roteiro! As principais ilhas são Big Island, Oahu, Maui e Kauai, mas há algumas ilhas menores (como Lanai e Molokai). As ilhas são diferentes entre si e cada uma tem suas particularidades. Depois de muito pesquisar, decidimos que, sim, iríamos visitar as quatro ilhas principais. Ousado, mas não conseguimos nos desapegar de nenhuma delas, rs. 🥰

No post de hoje, vamos falar de uma ilha que não foi a nossa preferida, mas que é absolutamente imperdível para quem vai ao Havaí: a ilha de Maui! Depois de ler esse post e ver tudo o que Maui tem para oferecer, temos certeza que você vai se perguntar porque ela não foi nossa preferida. E a resposta é: porque, na nossa opinião, a Big Island consegue ser ainda melhor! Que sonho de lugar esse Havaí!

Principais ilhas do Havaí. Fonte: fishingbooker.com

ILHA DE MAUI

A ilha de Maui é muito famosa e é também sonho de consumo de muita gente ao redor do planeta. Milhares de pessoas vão para o Havaí de férias e ficam apenas na ilha de Maui, sem visitar ou conhecer outras ilhas. Temos vários amigos que optaram por fazer assim.

Isso porque Maui é uma ilha com as praias mais lindas do Havaí, com paisagens naturais incríveis, com uma estrutura de hotéis e restaurantes sensacional, água do mar bem propícia para mergulho e snorkel, ondas gigantes, baleias, praias exóticas – de areia vermelha e preta -, estradas cinematográficas e o vulcão mais famoso do Havaí, o Haleakala. Ufa! Precisa de mais?!

Para pesquisar opções de hospedagem na ilha de Maui, clique aqui.

A incrível praia de areia preta (Black Sand Beach), na ilha de Maui

QUANTOS DIAS FICAR NA ILHA DE MAUI?

Pergunta difícil essa, viu! Se você quiser ficar em Maui uma semana, certamente vai ter praias lindas pra conhecer e muitas coisas pra fazer. Conhecemos muitas pessoas que optaram por ficar na ilha mais de uma semana e ficaram muitos satisfeitos! Mas quase tudo em viagem é uma escolha, né? Ficar muitos dias aqui significa abrir mão de outros lugares…

Por isso, como optamos em visitar as 4 ilhas em uma única viagem, deixamos 2 dias inteiros líquidos para Maui (chegamos em uma segunda-feira de manhã e fomos embora na quarta-feira pela manhã). Para nós, foi uma decisão acertada – mas foi corrido!

Para quem gosta de fazer as coisas com mais calma, sugerimos ficar 3 ou 4 dias na ilha. Nesse caso, você provavelmente usará os dias a mais para conhecer mais praias e fazer snorkel em cada uma delas – nada mal!

Cratera do vulcão Molokini, onde é possível mergulhar e fazer snorkel. Fonte: fourwindsmaui.com

O QUE FAZER EM MAUI?

O nosso combo aventura de Maui reúne os passeios que julgamos imperdíveis – e únicos – na ilha. São eles:

– assistir ao amanhecer no topo do vulcão Haleakala e depois descê-lo de bicicleta;

– mergulho ou snorkel na cratera do vulcão Molokini;

– percorrer a linda estrada para Hana, passando por cachoeiras e praias de areia preta e vermelha.

O que fazer em Maui - Nascer do sol no vulcão Haleakala - Molokini - Estrada para Hana
Nosso combo aventura na ilha de Maui!

Para nós, esses são os 3 melhores passeios da ilha para quem curte aventura! E, além disso, são passeios únicos no mundo, bem ao estilo Havaí (tudo tem um vulcão no meio 😂). Já mergulhamos bastante por aí, mas essa foi a primeira vez que mergulhamos na cratera de um vulcão adormecido. Já fizemos muita trilha de bike, mas nunca descendo um vulcão… e por aí vai.

Vamos falar individualmente de cada passeio abaixo, com todas as informações de que você precisa saber para explorar a ilha e suas belezas naturais!

O AMANHECER NO VULCÃO HALEAKALA E  A DESCIDA DE BICICLETA

Com certeza, esse passeio foi o nosso preferido na ilha de Maui e um dos preferidos no Havaí! O vulcão Haleakala é a montanha mais alta da ilha de Maui, com 3.055 metros de altitude. Com um cenário peculiar, é o ponto central do Parque Nacional Haleakala – que, em havaiano, significa “Casa do Sol”.

Assistir ao nascer do sol na gigante cratera do vulcão, acima das nuvens, é, provavelmente, a atividade mais popular da ilha; por si só, já é uma experiência e tanto. Depois de pesquisar bastante, vimos que existe um passeio que combina o amanhecer com a trilha de bicicleta e não tivemos dúvida de que era esse que escolheríamos!

Há dois obstáculos a serem vencidos no passeio: o horário e o frio. Se isso não for um problema grande pra você, temos a forte impressão que você também vai amar o tour! Fizemos pela empresa Bike Maui e gostamos muito do serviço deles.

O que fazer em Maui - Nascer do sol no vulcão Haleakala
A estrada de descida do vulcão Haleakala

COMO É O PASSEIO NO VULCÃO HALEAKALA

Funciona assim: o check-in no escritório da empresa foi às 03:30hs da manhã. Veja na imagem abaixo o horário do check-in, a depender da época do ano em que você vai. A empresa está localizada na Haiku Road, distante 30 min de Kalului (região central) e um pouco depois de Paia – o local em que a estrada para Hana começa.

Horários de check-in para o passeio do nascer do sol da empresa Bike Maui

Você pode escolher o pick-up no hotel se preferir, mas, como alugamos carro na ilha (altamente recomendado!) na Rentcars.com, preferimos ir com nosso carro mesmo. Ao chegar no escritório da empresa, você experimenta as roupas e acessórios que eles fornecem. Depois disso, segue em um micro-ônibus até o topo do vulcão.

Nesse momento, eles dão a liberdade para que você escolha o melhor local para assistir ao nascer do sol. Te adiantamos: fica lotado de gente! O ideal é chegar cedo e pegar um bom local encostado na grade, para que ninguém fique nem na sua frente nem na frente das suas fotos, rs. Veja quantas pessoas haviam no vulcão nesse momento:

                         

Pois bem, é justamente enquanto você aguarda o sol nascer – bem posicionado na grade ou em algum outro local bacana que você achou – que você vai sentir frio. Prepare-se: é muito frio e muito vento! Você está a 3 mil metros de altitude, no topo de uma montanha, acima das nuvens. Logo mais abaixo, vamos te dar uma dica de como se vestir para esse passeio para minimizar o frio.

Para você ter uma ideia da temperatura, eu e Babinho nos revezávamos no local que escolhemos. Eu ficava um tempo lá parada e ele ia se esquentar dentro da lojinha; depois de um tempo ele vinha e eu ficava na lojinha. E assim fomos fazendo até o sol nascer…

O que fazer em Maui - Nascer do sol no vulcão Haleakala
Turistas encostados na grade assistindo ao nascer do sol…

Quando começa o espetáculo do amanhecer, o sol nasce, trazendo luz, calor e acolhimento para toda aquela multidão! Acima das nuvens, vimos o céu em uma tonalidade azul que sequer sabíamos que existia. Muito azul, muito bonito, muito vivo! Com o tempo, o azul foi se transformando em amarelo, igualmente forte e impressionante.

Aos poucos, o dia chega e aquela multidão, que se espremia dentro dos casacos e reclamava de frio, vai abrindo o sorriso e mudando a feição. Bom dia, Haleakala; bom dia, Maui; bom dia, Havaí!

O que fazer em Maui - Nascer do sol no vulcão Haleakala
O amanhecer mais lindo que já testemunhamos (perceba a lua ao centro)

É hora de encontrar o pessoal da empresa para pegar a bicicleta e os acessórios para começar a descida. Normalmente, quem não faz esse passeio, dá uma volta pela cratera do vulcão e fica um pouco ali pelo parque nacional antes de ir embora.

A empresa fornece os equipamentos, um mapa com as direções e você está livre para ir. Escolhemos um tour em que descíamos apenas nós dois, no nosso ritmo, e podíamos devolver a bike até às 16hs. São 23 milhas até o escritório da empresa (37 km) e o trajeto, todo asfaltado, é só descida. Há muitas curvas no caminho, mas nada muito exigente. Nos divertimos muito nesse passeio e achamos que vale muito a pena!

O que fazer em Maui - Nascer do sol no vulcão Haleakala
Pegando nossa bike para iniciar a descida

Fomos parando pelo caminho, fazendo fotos e vídeos com o drone e chegamos ao local pouco depois das 10hs da manhã. Devolvemos tudo, tomamos café servido por eles e já seguimos viagem, para percorrer a incrível estrada para Hana.

QUANTO CUSTA O PASSEIO NO VULCÃO E O QUE ESTÁ INCLUÍDO

O que está incluído no passeio do nascer do sol no vulcão Haleakala + bike tour:

– transporte até o topo do vulcão;

– entrada do Parque Nacional;

– aluguel de bicicleta até às 16hs;

– aluguel de capacete, luva, mochila, capa de chuva;

– mapa e lanche.

Por esse serviço, pagamos o valor de US$ 140 por pessoa, em 2018. Atualmente (outubro de 2020), os valores são US$ 180, por pessoa. Há opção para descida guiada em grupo, mas normalmente preferimos fazer sozinhos, para irmos no nosso tempo – além de ser mais barato.

Vulcão Haleakala, a 3.000m de altitude

E SE EU NÃO QUISER DESCER DE BIKE?

Se você não quiser descer o vulcão de bike, não há o menor problema! Dá pra aproveitar o vulcão e curtir bastante. Inclusive, é o que a maioria das pessoas faz. Há opção de contratar um tour somente para assistir ao amanhecer, ou ir com seu próprio carro – recomendamos essa última opção até porque você precisará de um carro em Maui de toda maneira!

Os carros pagam um valor de US$ 30 para entrar no parque; pedestres pagam US$ 15 – não aceitam cartão, somente cash. Esse valor é válido por três dias. Informação importante: para conseguir ter acesso ao parque entre 03 e 07hs da manhã, é preciso reservar! Isso mesmo, não é possível assistir ao amanhecer sem reserva!

O que fazer em Maui - Nascer do sol no vulcão Haleakala
Felizes e agradecidos a Deus por poder enfrentar esse espetáculo da natureza

A reserva é feita online, com até dois meses de antecedência e custa US$1 – neste período de Covid, está sendo feito com apenas uma semana de antecedência. Por outro lado, depois das 07hs da manhã, não é necessário fazer reserva, mas é preciso pagar a taxa de entrada de toda maneira. Dizem que, no pôr do sol, há bem menos gente e é mais fácil o acesso. Deixamos aqui o link das informações oficiais do parque, para te ajudar.

O QUE VESTIR NO PASSEIO NO VULCÃO

Esse tópico merece uma atenção especial! Explicamos: quando pensamos em fazer mala para o Havaí, pensamos em camisas floridas para homens e cangas coloridas para mulheres, rs. Claro, leve isso também! O passeio no vulcão existe uma preparaçãozinha antes, nada demais.

Vá de sapato fechado, de preferência tênis ou bota (mesmo que você não vá descer de bike, porque faz muito frio).

– Como imaginamos que não haja espaço na sua mala para colocar um casaco grande que vai ser utilizado uma única vez na viagem, sugerimos que você leve roupas térmicas, que ajudam bastante no frio e ocupam praticamente nada de espaço.

– Um casaco por cima da roupa térmica. No nosso caso, levamos um casaco de esporte (Underarmour), que usamos para outras atividades lá também. O Havaí é o local com clima mais doido que já fomos na vida!

O que fazer em Maui - Nascer do sol no vulcão Haleakala
Todo mundo agasalhado, à espera do nascer do sol

Temos um amigo que foi sem roupas de frio e desistiu, voltou para o hotel e não viu o amanhecer. E vimos muita gente enrolado no edredon de hotel também – é uma opção, hehe. Veja como estávamos vestidos:

Carol – tênis, meias térmicas, meias soquete, calça legging grossa, calça térmica, duas blusas térmicas finas, uma camiseta, um casaco de esporte e luvas e a capa de chuva que a empresa forneceu.

Babinho – tênis, meias soquete, calça térmica, calça de moletom, blusa térmica, casaco de esporte e luvas e a capa de chuva da empresa.

O que fazer em Maui - Nascer do sol no vulcão Haleakala

Como falamos acima, passamos frio! Até nos revezamos pra não ficar expostos ao vento. Por outro lado, deu pra suportar e também não enchemos nossa mala com algo que só usaríamos uma vez. Ah! Lembre-se que você precisa estar agasalhado “em camadas”. Quando o sol nascer, o tempo vai esquentar –  e, especialmente se você for descer de bicicleta, vai ficar com calor.

SNORKEL NA CRATERA DO VULCÃO MOLOKINI

Outro passeio considerado imperdível na ilha de Maui é o mergulho ou snorkel na cratera do vulcão Molokini. Mergulhar em um vulcão é uma atividade super diferente e o formato do Molokini é realmente muito lindo! Quem vê essa meia-lua aí e não morre de vontade de cair nessa água, né?! Quando estávamos voando de Maui para Big Island, passamos exatamente por cima do Molokini e foi muito especial vê-lo de cima também!

Snorkel na cratera do vulcão Molokini. Fonte: gohawaii.com

Ainda há um “plus” para quem vai entre dezembro e abril (que não foi o nosso caso – fomos em outubro): as baleias jubarte! Dizem que você tem chances muito grandes de avistá-las no trajeto para o Molokini, o que já valeria o passeio.

Nossa dúvida era se seria melhor fazer snorkel ou mergulhar, mas logo percebemos que o melhor no nosso caso seria fazer snorkel: como o vulcão Haleakala está a mais de 3 mil metros de altitude, não é recomendado mergulhar e subir no vulcão em um intervalo menor que 24hs.

Dessa maneira, como pensamos em passar apenas dois dias na ilha de Maui – para ter tempo de fazer outras atividades que julgamos imperdíveis nas outras ilhas – o ideal seria fazer o snorkel.  Além disso, lemos alguns reviews sobre o mergulho e o snorkel na cratera e acreditamos que o snorkel nos bastaria.

O que fazer em Maui -Mergulho no vulcão Molokini
Carol fazendo snorkel na cratera do vulcão Molokini

Para nós, foi uma decisão acertada, porque todos os outros dias no Havaí foram muito bem aproveitados e, além disso, o amanhecer no Haleakala foi nosso passeio preferido. E, cá entre nós, vamos ser bem sinceros: não achamos tãooo maravilhoso assim o snorkel no Molokini.

Na verdade, o grande lance desse passeio é mais a sensação – única! – de estar mergulhando na cratera de um vulcão adormecido, mas achamos a vida marinha no Molokini muito parecida com as de outros locais no Havaí.

Pode ser que isso tenha sido influenciado pelo passeio que escolhemos, que saía um pouco mais tarde, às 11hs da manhã (dizem que, quanto mais cedo o snorkel no Molokini, melhor o mergulho). Um dos motivos foi que o nosso vôo chegava em Maui de manhã cedinho, de maneira que poderíamos fazer o snorkel na mesma manhã que chegamos e aproveitar bastante o tempo.

O que fazer em Maui -Mergulho no vulcão Molokini
Carol fazendo apneia no vulcão Molokini

O passeio se chama Molokini Express e, além de ter um horário diferenciado, é mais barato e mais curto que os outros tours. Pagamos cerca de US$ 50 por pessoa e um passeio tradicional normalmente mais de US$ 100 – são passeios de um dia inteiro que normalmente envolvem almoço no barco, etc.

Não curtimos muito esse tipo de passeio, com barcos e muitas comidas e pessoas dentro dele 😅 . Achamos a opção do Molokini Express uma boa escolha, com um snorkel de 2hs na cratera do vulcão e sem “firulas”. A empresa, Blue Water Rafting, que também faz os passeios mais longos, dizia que esse tour chegava ao vulcão quando os barcos grandes já estavam indo embora do local…

Essa informação nos atraiu bastante e, de fato, não havia quase ninguém além do nosso barco lá. Por outro lado, estava ventando bastante! Muita gente no nosso barco nem caiu na água. Perguntamos ao guia se ventava mais nesse horário, mas ele nos disse que, na verdade, naquele dia específico estava entrando mais vento.

O que fazer em Maui -Mergulho no vulcão Molokini
Babinho fazendo apneia na cratera do vulcão Molokini

Não temos como saber se é verdade, mas o fato é que o vento não atrapalhou a visibilidade da água no snorkel, que estava muito boa! Veja, nas fotos, como a água está bastante clarinha. Mas, como dissemos acima, não vimos muita vida marinha, apesar de termos visto muitas espécies de peixe.

Ficamos com a sensação que o grande “tcham” do passeio é realmente poder fazer snorkel ou mergulhar em um local tão único no mundo: a cratera de um vulcão em formato de meia-lua, que parece ter sido cuidadosamente desenhada por Deus!

Depois do snorkel, almoçamos tranquilamente e fomos passeando entre as praias de Maui, curtimos o pôr do sol e voltamos bem cedo pro hotel, porque, no dia seguinte, faríamos o amanhecer no vulcão e a estrada pra Hana!

Curtindo o lindo pôr do sol na ilha de Maui

VALE A PENA FAZER A ESTRADA PRA HANA?

Apesar de a Road to Hana constar em qualquer lista de atrações imperdíveis de Maui, há muitos reviews negativos, de gente que não curtiu o passeio. Muitas pessoas nos perguntam se, de fato, vale a pena, porque é um passeio que exige um dia inteiro e alguma disposição – embora você passe a maior parte do tempo dentro do carro. Achamos que vale sim, por alguns motivos.

Paradas da estrada para Hana. Fonte: hawaii-guide.com

O primeiro deles é que a estrada é única, com 70 km e mais de 600 curvas, e um dos passeios mais conhecidos da ilha. Em segundo lugar, porque é justamente no fim dessa estrada que você vai encontrar praias de areia preta e de areia vermelha – lindas, super exóticas e bem a cara do Havaí!

E por que muitos brasileiros não gostam da trilha? Na nossa opinião, porque tomam uma decisão que acreditamos interferir muito na qualidade do passeio: parar em todos os pontos! Além de suuuper cansativo, muito do que a road to Hana tem para oferecer são cachoeiras e floresta tropical à beira da estrada. Nós, brasileiros, temos de montão isso aqui – floresta da Tijuca que o diga.

Aí, o que normalmente acontece é: a pessoa vai parando em todas as atrações da estrada e, quando chega finalmente próximo à Hana, que é onde estão as paradas mais exóticas, está completamente exausta, sem energia e o dia já está no fim. Ouvimos muitos relatos de quem sequer chegou ao final. Não faça isso!

A cinematográfica estrada para Hana

Nossa sugestão é: inicie a estrada normalmente em Paia e siga diretamente até Hana, sem fazer paradas, mas admirando a vista de dentro do carro mesmo. O caminho em si já é lindo, e, à beira dessa estrada icônica, estão várias atrações, como praias e cachoeiras. Além disso, as maiores cachoeiras também estão mais perto do final da estrada. Vale lembrar que a maior parte delas está rodeada de muita vegetação, de maneira que nem sempre o sol bate na água – e, portanto, a água pode estar bem fria.

Pois bem, perto da cidade de Hana – que, aliás, não tem nada demais -, estão as atrações que julgamos imperdíveis: a praia de areia vermelha e a praia de areia preta. Wai’anapanapa State Park é onde fica a praia de areia preta, já nos arredores de Hana. A praia é linda, com água bem clarinha. Há, também, uma praia de areia preta na Big Island, mas preferimos conhecer esta em Maui. A areia preta é resultado da lava do vulcão Haleakala.

Um pouco depois dessa praia, está a Kaihalulu Beach, praia de areia vermelha, que é muito linda mesmo. Achamos mais bonita, menos cheia e mais exótica que a Red Sand Beach de Santorini, na Grécia, também muito famosa.

O que fazer em Maui - Estrada para Hana - Praia de areia vermelha
Chegando na praia de areia vermelha, nos arredores de Hana

No tópico abaixo, te ajudamos a organizar a sua ida para Hana, de maneira que ela seja agradável e divertida.

COMO ORGANIZAR A IDA PARA HANA

  • A dica mais importante é: faça a viagem no contra fluxo! Pelos motivos que explicamos acima, vá direto até Hana sem parar (leva mais ou menos 01:30hs) e inicie as paradas a partir da viagem de volta.
  • Dica muito valiosa: escolha quais serão suas paradas principais. Se você quiser parar em absolutamente todos os pontos, será um passeio muito longo e cansativo!
  • Nossas paradas preferidas: Wai’anapanapa State Park e Kaihalulu Beach.
  • Almoce no Nahiku Marketplace, que é tipo uma feirinha hippie, com alma surfista. Não há muitas opções ao longo do caminho, e no Nahiku há muita diversidade a preços razoáveis.
  • Abasteça em Paia, antes de iniciar a viagem.
  • Leve lanchinhos dentro do carro. Tem bolo de banana sendo vendido durante o caminho também….
  • Não visitamos, mas são bastante indicados: Twin Falls, Garden of Eden, Lava Tube, Hamoa Beach, Seven Sacred Pools, The Rainbow Eucalyptus Grove, Wailua Falls (dá pra ver da estrada, um pouco depois de Hana – cuidado ao jogar no Google Imagens, porque há uma cachoeira na ilha do Kauai com o mesmo nome).
  • Dica importantíssima: se você, como a Carol, enjoa dentro do carro, tome um Dramin antes de começar a viagem! São muitas curvas e a chance de passar mal é grande, hein…
  • Algumas pessoas optam por passar uma noite em Hana e voltar no dia seguinte. Só sugerimos essa opção para quem tem bastante tempo disponível.
  • Dá pra fazer o vulcão Haleakala e a Road to Hana no mesmo dia? Dá sim, mas é puxado! Pessoalmente, achamos que vale a pena. Nos hospedamos em Kalului, região central de Maui, e o escritório da Bike Maui, de onde sai o passeio do vulcão, fica depois de Paia, cidade em que se inicia a road to Hana. Preferimos ganhar esse tempo e já seguir viagem de lá…
O que fazer em Maui - Estrada para Hana - Praia de areia preta
Criando coragem para entrar na água fria da Black Sand Beach, rs…

NOSSAS MÉTRICAS

Pois bem, amamos a ilha de Maui e todas as aventuras que ela tem pra oferecer! Seguem as nossas métricas:

Nível de dificuldade 2 de 5, porque nenhum dos passeios acima exige muito. O passeio de bike é uma descida asfaltada e dá pra ser feita no seu próprio ritmo. O mais desafiador mesmo é o frio. O snorkel na cratera do vulcão é bem tranquilo, você chega de barco até o local. E a estrada pra Hana também pode ser feita no seu tempo, com muitas ou poucas paradas. Nível de aventura 4 de 5 porque realmente são experiências únicas, que só o Havaí te proporciona!

 

Descida do vulcão Haleakala de bicicleta

DICAS FINAIS

Para pesquisar opções de hospedagem no Havaí, acesse este link. Em uma viagem para o extremo do planeta, não dá para cogitar ir sem seguro saúde. Na SegurosPromo, você consegue comparar várias operadoras de seguro e ganha 5% de desconto com nosso cupom NOSSOMUNDO5 !

Se você quer um desconto de 10% na compra de chips internacionais da Yes Brasil para se manter conectado nas viagens e não ficar dependendo de Wi-Fi, clique aqui e use nosso cupom de desconto: PROMO10.

E se você, como a gente, quiser alugar um carro em todas as ilhas do Havaí (recomendamos fortemente!), sugerimos a Rentcars.com, com quem sempre alugamos.

De fato, uma viagem para o Havaí tem inúmeras opções de passeios simplesmente incríveis. Fazer o roteiro não é nada fácil. Por isso, recomendamos que você pesquise bastante mesmo antes de definir o roteiro entre as ilhas, porque será preciso escolher aquilo que você mais quer fazer e, com certeza, vai ter que deixar muita coisa boa de fora.

O que fazer em Maui - Nascer do sol no vulcão Haleakala
Tons de azul no amanhecer no vulcão Haleakala

Nossa viagem pro Havaí foi simplesmente incrível e planejamos voltar, com certeza.  Qualquer dúvida que você tenha sobre Maui ou sobre o Havaí, pode escrever pra gente aqui ou no nosso Instagram.

Caso o seu voo para essa ou qualquer outra viagem tenha sido alterado ou dado overbooking, sugerimos uma leitura no nosso artigo que explica como ganhamos mais de R$ 14.000,00 em indenizações de companhias aéreas, sem entrar na justiça, apenas por procedimentos administrativos. Mas, se você preferir ajuda para requerer seus direitos, indicamos a Voe Tranquilo, que cuida de tudo pra você e só cobra pelo serviço se você receber o valor a que tem direito.

O Parque Nacional do Haleakala é incrível, mas, se você quiser conhecer Parques Nacionais aqui no Brasil também, sugerimos o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses e o Parque Nacional de Fernando de Noronha. Nos links acima, contamos como foram nossas experiências nestes lugares!

Um grande abraço e até a próxima aventura,

Carol e Babinho.

 

 

Booking.com

Quem Somos

cópia de 130729_4998-1024x1536.jpg

Olá! Somos Carol e Babinho, um casal parceiro, que ama experiências inusitadas pelo Brasil e pelo mundo - especialmente ligadas a aventura, esportes e natureza.
Saiba mais

Booking.com

Planeje sua viagem

chip internacional

INTERNET NO EXTERIOR

seguro viagem

SEGURO VIAGEM

aluguel de carro

ALUGUEL DE CARRO

passagens aereas

PASSAGENS AÉREAS

Rolar para cima