Por Carol e Babinho

HOTEL DE SELVA NA AMAZÔNIA: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA ESCOLHER O SEU

HOTEL DE SELVA NA AMAZÔNIA: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA ESCOLHER O SEU

Hotel de selva na Amazônia

Ficar hospedado em um autêntico hotel de selva na Amazônia era um sonho antigo nosso. E hoje podemos dizer que foi uma das experiências de viagem mais fantásticas que já tivemos! Esse artigo vai te dar todas as informações de que você precisa para saber como escolher seu hotel de selva na Amazônia.

Não é uma decisão simples, são muitos fatores para levar em consideração, desde as instalações do hotel até a cor da água do rio em que o hotel está situado. Tem opções pra diferentes gostos, estilos e bolsos.

Vamos organizar esse artigo da seguinte maneira: primeiro, vamos falar tudo o que você precisa saber antes de escolher o seu hotel de selva na Amazônia. Percebemos que a maioria das pessoas tem poucas informações sobre essa experiência e vamos desmistificar algumas delas. Depois, falaremos do que nos levou a escolher o Amazon Tupana Lodge e porque acreditamos que foi uma decisão super acertada.

Hotel de selva na Amazônia
Bangalôs do Amazon Tupana Lodge

Ficamos 4 dias e 3 noites totalmente imersos no coração da Floresta Amazônica e tivemos uma experiência completa: caiaque e remo no Rio Negro, pesca de piranhas, caminhada na mata, pernoite na selva e contato com animais selvagens, como anta, macacos e gato maracajá. Foi inesquecível! Nesse link, você acessa um vídeo do nosso instagram que mostra esse gato – que mais parece uma oncinha ou uma jaguatirica, rs -, entrando de surpresa no nosso quarto…

Nas linhas abaixo, vamos te contar o que você deve levar em consideração na hora de escolher o seu hotel de selva na Amazônia. Vem com a gente!

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA ESCOLHER SEU HOTEL DE SELVA NA AMAZÔNIA

 

Hotel de selva na Amazônia

Há muitas opções de hotel de selva na Amazônia, por isso é bom considerar alguns fatores na escolha daquele que se adeque ao seu bolso e perfil. Claro, o preço é sempre um motivo determinante na escolha de hotel, não só na Amazônia, mas em qualquer lugar do mundo. Nos parágrafos abaixo, vamos muito além disso!

  1. O QUE O PACOTE NO HOTEL DE SELVA NA AMAZÔNIA INCLUI

Uma informação muito importante é que sua experiência na Floresta Amazônica depende 100% do hotel em que você estiver hospedado. Lá você dormirá, fará todos os passeios e refeições, etc.

O preço que o hotel cobra costuma incluir tudo: o transporte até lá, todas as refeições e passeios, a hospedagem; ou seja, a experiência completa (bebidas à parte, em regra). As refeições são normalmente um buffet regional, com pratos da cozinha internacional e também amazônica.

Hotel de selva na Amazônia
Buffet de comida amazônica

 E é bom frisar que não é você quem escolhe os passeios. É assim: os passeios a que você tem direito enquanto estiver hospedado no hotel dependem de quantos dias você vai ficar lá. Para quem vai ficar uma noite, há um roteiro X.

Para quem vai ficar duas noites, além das atividades do roteiro X, tem mais as atividades Y e assim por diante.  Os pacotes são assim: “pacote 2 dias e 1 noite” ou “pacote 3 dias e 2 noites” e por aí vai.

Alguns hotéis dão a opção de o hóspede pagar à parte para fazer um passeio que não está incluído no pacote dele. Por exemplo, você vai ficar 2 noites, mas gostaria de fazer um passeio que só está disponível no pacote de 4 noites. Nesse caso, você poderia pagar este passeio à parte. Mas, fique ligado, não são todos os hotéis que permitem isso. Abaixo, vamos falar especificamente sobre os passeios:

Hotel de selva na Amazônia
Pernoite na floresta… faz seu estilo?
  1. OS PASSEIOS QUE O HOTEL DE SELVA NA AMAZÔNIA OFERECE

A realidade é que a grande maioria dos hotéis de selva na Amazônia oferecem passeios muito semelhantes. Quando se pesquisa alguns hotéis, verifica-se que, à exceção de um passeio ou outro, o grosso é mais ou menos igual. É claro que, em se tratando de locais e épocas diferentes, não é idêntico, mas costumam ser bem parecidos.

Quer ver só? Vamos te passar uma lista de passeios que os hotéis de selva na Amazônia normalmente oferecem, a depender de quantos dias você vai ficar hospedado lá:

Hotel de selva na Amazônia
Carol remando sozinha na imensidão da Amazônia
  • passeio de barco, na ida e/ou na volta para Manaus, para ver o encontro das águas do Rio Negro com o Rio Solimões.
  • passeio de canoa para reconhecimento da região, com explicações dos guias sobre a fauna e flora locais;
  •  focagem noturna de jacarés;
  • trilha ou caminhada na floresta, com explicação do guia sobre as árvores e plantas medicinais amazônicas (muito legal, por sinal!);
  • assistir ao nascer e ao pôr do sol na canoa;
  • pesca de piranhas;
  • visita à casa de um caboclo ou ribeirinho, para aprender sobre a cultura local;
  • remo ou caiaque pelo rio;
  • observação de botos cor-de-rosa.
Hotel de selva na Amazônia
Assistir ao pôr do sol, passeio popular nos hotéis de selva

Alguns hotéis, como o Amazon Tupana Logde, em que nos hospedamos, oferecem também o pernoite na selva ou caminhada noturna na floresta.

Então, lembre-se de, ao escolher o seu hotel de selva na Amazônia, pesquisar direitinho a quais passeios você terá direito de acordo com a quantidade de dias em que você vai ficar hospedado lá. Isso faz toda a diferença, especialmente se você quiser muito fazer algum passeio específico.

  1. LOCALIZAÇÃO DO HOTEL DE SELVA

A localização do hotel de selva na Amazônia é uma informação mega importante, embora pouquíssima gente fale sobre isso. Aprendemos com os nativos, durante os dias em que estivemos lá, que os rios amazônicos podem ser rios “de água preta” – que são o Rio Negro e seus afluentes – e rios de “água amarela” – Rio Solimões e afluentes.

Hotel de selva na Amazônia
Amazon Tupana Lodge, às margens do Rio Tupana, afluente do Rio Negro

Essa informação vai muito além de uma simples cor de água! O Rio Negro e seus afluentes são rios de água preta muito ácida, que impedem a proliferação de mosquitos. Por essa razão, há pouquíssimos mosquitos às margens do Rio Negro. E isso pudemos comprovar durante os dias em que ficamos no Amazon Tupana, às margens do Rio Tupana, rio de água preta. Quase não usamos os repelentes que levamos para viagem…hehehe.

Ouvimos muitos relatos, tanto dos ribeirinhos quanto na Internet, de pessoas que ficaram em hotéis no Rio Solimões e foram incomodados por muiiiitos mosquitos. Não podemos falar por experiência própria, porque o nosso único contato com o Solimões foi mesmo no encontro das águas, mas ouvimos bastante sobre isso.

Vale lembrar que o fato de não ter mosquitos interfere também em outro ponto bastante relevante: a chance de pegar uma doença como dengue, malária ou febre-amarela é expressivamente menor – muito baixa mesmo.

Hotel de selva na Amazônia
Olha esse espelho d’água, que incrível!

Por outro lado, o Rio Solimões, que abarca muito mais vida, tem fauna e flora mais abundante e diversa. Há uma quantidade maior de pássaros, de peixes, de insetos, etc. Vale a pena destacar também a diferença na temperatura da água: o Rio Negro é bem quentinho, com temperaturas por volta de 28° Celsius. As águas do Rio Solimões, por sua vez, costumam medir 22° Celsius.

E, por fim – e aqui já é uma opinião pessoal nossa-, os rios de água preta são lindos demais! Com águas quentes, misteriosas e escuras, são o cartão-postal da Amazônia. Como falamos acima, não tivemos uma experiência de selva às margens do Rio Solimões, mas, se fossemos para a Amazônia novamente, certamente iríamos de novo para os rios de água preta.

Um fato interessante: há sempre uma curiosidade em relação àqueles peixinhos amazônicos que penetram na uretra masculina, atraídos pela urina: o candiru.  Há muita lenda sobre isso e, vira e mexe, a gente vê sobre isso em filmes, né?

Hotel de selva na Amazônia
Passeios de canoa motorizada pelo rio

Ao chegar ao hotel de selva, Babinho tratou logo de perguntar pro guia: “aqui tem candiru não, né?”. Essas piadas que homens gostam de fazer, rs… Na mesma hora, o guia respondeu: “não, candiru é só na água amarela”.

Pesquisamos bastante e não encontramos essa correlação entre o candiru e os rios de água amarela e não sabemos se essa informação é também um pouco de crença popular. Mas o fato é que, ao que parece, candiru são muitíssimos raros. Ufa! Hehe

Neste link no nosso instagram, você tem acesso a um vídeo muito divertido, que compara o rio amazônico com um rio totalmente diferente, de águas cristalinas, mas que também está localizado na Região Norte. Duvido você assistir a esse vídeo e não ficar morrendo de vontade de dar pulo nessas águas escuras! 😍

  1. MELHOR ÉPOCA PARA IR À AMAZÔNIA

A Amazônia é daqueles lugares que muda bastante de acordo com a estação, sabe? Há duas estações bem definidas: período da seca e período da cheia.

A estação seca vai de junho a novembro – nesse período, chove bem menos. Dê uma olhada no gráfico abaixo: perceba que, entre os meses 6 a 11, a barra azul que indica a quantidade de precipitação de chuva é bem menor.

Hotel de selva na Amazônia
Chuvas no Amazonas. Fonte: climatedata.org

A estação chuvosa, portanto, é de dezembro a maio, quando chove bastante. Os manauaras (aqueles que nascem em Manaus) dizem que, nesses meses, não há nenhuma dúvida de que vai chover. A única dúvida é se vai chover pela manhã, à tarde, ou nos dois turnos, rs.

Mas há ainda outro fator muito importante a ser levado em consideração. Os rios amazônicos, como você sabe, são enormes e, por isso, demoram um tempo tanto para encher quanto para esvaziar. E é justamente o fato de os rios estarem cheios ou vazios que faz com que a paisagem na Amazônia mude tanto. A diferença pode chegar a 15m de altura (aproximadamente um prédio de 5 andares)!

Quando os rios estão cheios, se formam os igapós, que são as florestas inundadas. São aquelas imagens mais marcantes da Amazônia, em que as canoas vão passando por entre as copas das árvores – os níveis dos rios sobem muito!

Hotel de selva na Amazônia
Consegue perceber a floresta inundada nessa imagem?

Nessa época dos rios cheios, as distâncias encurtam bastante na Amazônia. Você não precisa navegar somente no curso do rio, você pode ir pegando atalhos pelos igapós – é, alias, muito divertido! Nessa época, formam-se espelhos d’águas incrivelmente perfeitos.

Na época em que os rios baixam, formam-se as praias e as margens dos rios mostram um cenário mais seco. Por outro lado, é melhor para avistar os animais: os peixes ficam concentrados no curso do rio e, portanto, é muito mais fácil para avistar jacarés ou pescar piranhas, por exemplo.

Na nossa opinião, a melhor época para conhecer a Amazônia é entre os meses de junho a setembro, em que as chuvas já diminuíram, mas os rios ainda continuam cheios. Depois de setembro, os rios começam a secar e ficam baixos até março, mais ou menos, quando os níveis da água começam a subir novamente.

Hotel de selva na Amazônia
A canoa passando no nível das copas das árvores…

Nós fomos no mês de julho e amamos! Com certeza, se formos novamente à Amazônia, vamos escolher de novo essa época. Aquela cena dos igapós, com a canoa passando por entre a copa das árvores, é única e completamente apaixonante.

E, embora não tenhamos visto muitos jacarés e não tenha sido tão fácil pescar piranhas, conseguimos fazer todas essas atividades e nos divertimos muito. Inclusive, jantamos as piranhas que pescamos, hehe. Ah, bom lembrar que, para quem vai para pescar, definitivamente a melhor época é quando os rios estão em seu nível mais baixo, pois os peixes ficam concentrados em um espaço menor.

E uma curiosidade muito bacana é que é bom checar com o seu hotel de selva na Amazônia como estará o nível da água no mês em que você pretende viajar. Isso porque o nível dos rios não vem só da água da chuva, vem também de degelo da Cordilheira dos Andes. Legal, né?

Hotel de selva na Amazônia
Olha esses espelhos d´água, que perfeição!

Portanto, a depender da localização do seu hotel, o nível da água pode subir um pouco antes ou depois. E, com base nessa informação, você pode checar com o seu hotel de selva quais atividades estarão disponíveis na época da sua viagem.  Por exemplo, no nosso hotel, no Amazon Tupana, o passeio a remo pelos igapós só é realizado nos meses em que o rio está cheio – afinal, só nessa época os igapós se formam.

Nossa última dica é que você preste bastante atenção às fotos do hotel no site e nas redes sociais e, antes mesmo de ir, perceba se as fotos são da época da cheia ou da seca. É bom dar uma olhada antes para não ir esperando uma coisa e acabar se decepcionando.

ATENÇÃO! Repetimos: na nossa opinião, a melhor época para conhecer a Amazônia é entre os meses de junho a setembro, em que as chuvas já diminuíram, mas os rios ainda continuam cheios. Mas, como você sabe, isso é só uma opinião pessoal.

Hotel de selva na Amazônia
Amazon Tupana Lodge
  1. VOCÊ VAI VER MUITOS BICHOS NO SEU HOTEL DE SELVA NA AMAZÔNIA? MITO!

Nós sempre pesquisamos bastante antes sobre a viagem para alinhar nossas expectativas à realidade do local. Um grande mito sobre os hotéis de selva da Amazônia é que, durante a sua estadia lá, você verá muito bicho.

É claro que a Amazônia é um santuário animal, de quantidade e diversidade inimagináveis. Mas não é tão fácil assim avistá-los, especialmente em grandes números. Entretanto, macacos, botos, jacarés e piranhas são muito comuns.

Hotel de selva na Amazônia
Pesca de piranhas

No nosso caso, por exemplo, vimos 3 ou 4 jacarés na focagem noturna e pegamos umas 5 piranhas durante a pesca. Se tivéssemos ido na época dos rios vazios, provavelmente teríamos visto mais, mas não seria nada extraordinário, descomunal.

Se o seu objetivo for avistar uma grande quantidade de animais, talvez o Pantanal seja o melhor destino (eu, Carol, fui há muitos anos pro Pantanal e vi uma quantidade enorme de jacarés). E, além disso, como os animais estão soltos e sempre em movimento, não é tão fácil assim conseguir uma boa foto.

Nós vimos muitos botos cor-de-rosa e tucuxis (o boto cinza amazônico), mas não conseguimos tirar nenhuma boa foto deles, acredita? Eles aparecem e, quando você vai tirar a foto, eles já se foram, hehe.

Hotel de selva na Amazônia
Shitara, a gata maracajá que vive rondando o Amazon Tupana

Então, fique aqui registrado que, mesmo que você escolha hotéis de selva totalmente imersos na natureza e na selva, a quantidade de bichos que você vai ver não é, em regra, grande. Mas, como falamos acima, se você estiver às margens dos rios de água amarela, provavelmente terá uma probabilidade um pouco maior de avistá-los.

Um parêntese aqui: uma das coisas de que mais gostamos no nosso hotel, o Amazon Tupana, foi do encontro com uma anta e com um gato maracajá, mas vamos falar melhor sobre isso no artigo que descreverá nossa experiência lá.

E é sempre bom lembrar que, embora você não esteja vendo os animais na selva, eles provavelmente estão te vendo e sentindo seu cheiro… kkkkk

  1. HOTEL DE SELVA NA AMAZÔNIA É UM PASSEIO SUPER RADICAL? MITO!

Muita gente acha que não tem o perfil para ir a um hotel de selva na Amazônia porque acredita que seja um passeio radical, aventura pura. E isso não é verdade! Na realidade, uma viagem para um hotel de selva na Amazônia é um passeio de descanso, de contemplação e de imersão na natureza.

 Como você pode perceber dos passeios que listamos acima, a maioria deles é dentro da canoa motorizada. E mesmo a caminhada na selva é feita na sombra, em ritmo bem tranquilo, observando e aprendendo sobre a região. Por essa razão, é um passeio perfeitamente adequado para crianças e para idosos, por exemplo.

No Amazon Tupana, é possível fazer um pernoite na selva, dormindo em redes com mosqueteiro e aprendendo técnicas de sobrevivência. Amamos essa experiência e podemos dizer que ela foi a única aventura realmente radical durante os dias em que estivemos lá. Mas, se não for o seu estilo, você pode optar por passar a noite no seu bangalô mesmo, rs…

Hotel de selva na Amazônia
Redes com mosqueteiro para pernoite no meio da selva…

ENTÃO, QUAL O MELHOR HOTEL DE SELVA NA AMAZÔNIA?

Como você deve imaginar, essa é daquelas perguntas que não têm resposta, hehe. O melhor hotel de selva na Amazônia é aquele que se adequa melhor ao seu estilo. Mas acreditamos que, com as dicas acima, você terá plenas condições de escolher um que se adeque ao seu gosto e à sua realidade.

Como dissemos, nós ficamos hospedados no Amazon Tupana Logde e amamos! Vamos tentar listar aqui, em poucas linhas, o que nos cativou no hotel. Em primeiro lugar, a gente fazia questão que fosse um hotel integrado à natureza, em que o luxo fosse a própria Floresta Amazônica.

Não queríamos ficar em um hotel com cara de resort ou com ares de cidade grande. E, apesar de todo o conforto, o Amazon Tupana é um hotel de selva local, pequeno, totalmente imerso na floresta.

Hotel de selva na Amazônia

Além disso, nós escolhemos ficar às margens de um rio de águas pretas, por conta da menor quantidade de mosquito e também porque achamos muito mais bonito! Voltar dos passeios, pular do deck e tomar um banho naquele rio quente e todo espelhado era simplesmente maravilhoso.

Chegando lá, descobrimos outros pontos super positivos do hotel, como o contato com os animais, a comida típica deliciosa e a gentileza do staff, mas isso vamos contar no próximo artigo, que relata em detalhes como foi nossa experiência lá.

Hotel de selva na Amazônia
Carol e a Shitara, visita frequente no Amazon Tupana Lodge

DICAS FINAIS E DESCONTOS

O que levar na mala em uma viagem para Amazônia? Repelente, roupas leves (faz muiiito calor!), capa de chuva, tênis e calça comprida para caminhada na selva, roupa de banho, boné e protetor solar (muitos passeios de canoa), e um casaquinho leve para o pernoite na selva, se for o caso.

Vale lembrar que, para escolher nosso hotel de selva na Amazônia, pesquisamos muitos deles – provavelmente os principais – e, com base nessas informações, escrevemos este artigo. Não podemos garantir, obviamente, que todos os hotéis de selva no Brasil funcionem dessa maneira, mas sabemos que a maioria esmagadora deles segue o mesmo padrão.

Se você precisar alugar um carro nessa viagem ao Amazonas, sugerimos a Rentcars.com. Além disso, recomendamos sempre os seguros de viagem da SegurosPromo. Você consegue comparar várias operadoras de seguro e ganha 5% de desconto com nosso cupom NOSSOMUNDO5 ! Clique aqui e dá uma olhadinha nos preços!

Hotel de selva na Amazônia
Pôr do sol amazônico

Caso o seu voo para essa ou qualquer outra viagem tenha sido alterado ou dado overbooking, sugerimos uma leitura no nosso artigo que explica como ganhamos mais de R$ 14.000,00 em indenizações de companhias aéreas, sem entrar na justiça, apenas por procedimentos administrativos. Mas, se você preferir ajuda para requerer seus direitos, indicamos a Voe Tranquilo, que cuida de tudo pra você e só cobra pelo serviço se você receber o valor a que tem direito.

Se você já ficou em algum hotel de selva na Amazônia, escreve pra gente aqui ou no instagram, que vamos adorar saber da sua experiência. Se você adora explorar esse nosso Brasil com passeios imersivos, sugerimos dar uma lida no nosso artigo sobre a travessia dos lençóis maranhenses a pé.

E, se você gosta de tomar banho em rios, dá uma lida no nosso artigo sobre Aurora do Tocantins, com rios de água cristalina e visibilidade impressionante.

Hotel de selva na Amazônia

Até a próxima aventura,

Carol e Babinho.

NOTA: Nossa viagem para o hotel de selva na Amazônia ocorreu por meio de uma parceria com o Amazon Tupana Lodge. Entretanto, este post foi escrito com base nas nossas opiniões e experiências e não sofreu qualquer tipo de interferência.

 

 

 

 

 

 

Planeje sua viagem

chip internacional

INTERNET NO EXTERIOR

seguro viagem

SEGURO VIAGEM

aluguel de carro

ALUGUEL DE CARRO

passagens aereas

PASSAGENS AÉREAS

Rolar para cima