Por Carol

Ilha Grande: tudo o que você precisa saber para programar sua viagem

Ilha Grande: tudo o que você precisa saber para programar sua viagem

 Ilha Grande - Ilhas Paradisiacas

Ilha Grande é um dos lugares mais incríveis do nosso país! É um destino perfeito pra quem ama natureza, mata atlântica, águas cristalinas, trilhas, vida marinha e uma vibe bem descolada, pé na areia. 

É um dos destinos mais lindos que já fomos no Brasil, que deixa muito país do Caribe no chinelo. Não à toa, a ilha é lotada de gringos, que definem Ilha Grande como “paraíso”. Ainda é um destino pouco procurado por brasileiros, mas temos certeza que este artigo vai te deixar com uma vontade enorme de conhecer a ilha…

Nos parágrafos abaixo, vamos falar tudo o que você precisa saber para programar uma viagem pra Ilha Grande. Tivemos muitas dúvidas na hora de montar nosso roteiro e reunir informações preciosas e vamos deixar tudo mastigadinho pra vocês nesse artigo, tá? Com certeza, é um dos artigos mais úteis que já escrevemos! Vamos lá?

 Ilha Grande - Ilhas Paradisiacas
Ilhas Cataguas, em Angra dos Reis

OBS.: vale registrar que fiz esta viagem grávida de 16 semanas da nossa filhinha e foi uma viagem super tranquila, em que deu pra curtir bastante! 😍 Para acessar os stories da viagem, em que compartilhamos todos os momentos, clique aqui.

Se você já leu este artigo, acesse aqui o nosso artigo “O que fazer em Ilha Grande”, que lista os melhores passeios, trilhas, dicas e restaurantes da ilha. Muito além de passeios de barco, falamos sobre caiaque, mergulho de cilindro e muito mais. Está super completo e atualizado!

ONDE FICA ILHA GRANDE?

Bom, a primeira coisa a saber é onde fica esse paraíso. Uma informação que pouca gente sabe é que Ilha Grande fica em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro.

Não sei vocês, mas eu cresci achando, influenciada por novelas e programas de televisão, que Angra dos Reis era um lugar muito chique, somente para ricos e famosos. Mas não é bem assim…

Angra fica a 150km da cidade do Rio de Janeiro, em um percurso que dura, em média, 02:30hs. A cidade de Angra não tem muitos atrativos turísticos; o destaque está nos hotéis e casas de temporada que ficam à beira-mar.

Mapa super caprichado de Ilha Grande. Fonte: A Trip Passeios Náuticos

Mas o que chama atenção mesmo em Angra são as ilhas: mais de 300. E Ilha Grande é a maior ilha de Angra dos Reis (e também a maior ilha do Rio de Janeiro)! Além disso, é uma ilha “autossuficiente”, onde é possível se hospedar, passear e curtir dias com muita praia e natureza.

Como, então, fazemos pra chegar a essa ilha?

 Ilha Grande - Ilhas Paradisiacas
Snorkel em Ilha Grande!

COMO CHEGAR A ILHA GRANDE

Como é uma ilha, a única maneira de chegar a Ilha Grande é de barco! Carros, aliás, não entram na ilha – é um destino, literalmente, pé na areia. E isso dá um vibe muito bacana, pois tudo é feito caminhando, em um ritmo próprio…

Este tópico aqui vale a ouro, hein! Pesquisamos bastante para poder entender, de fato, todas as opções possíveis. Por isso, preste bastante atenção nos parágrafos seguintes porque eles têm todas as informações de que você precisa saber para tomar a melhor decisão possível!

Saindo da cidade do Rio de Janeiro, há duas opções viáveis para chegar a Ilha Grande: carro + barco ou ônibus + barco.

 Ilha Grande - Ilhas Paradisiacas
Curtindo um snorkel com minha mãe e minha filhinha (na barriga) 😍

Se você, como a gente, vai chegar ao Rio de Janeiro por meio de um avião, já adiantamos logo: tanto o Aeroporto do Galeão quanto o Aeroporto Santos Dumont estão à mesma distância de Ilha Grande. Portanto, escolha o seu voo pelo menor preço. Nós, inclusive, chegamos pelo Galeão e voltamos pelo Santos Dumont.

E de onde saem os barcos que vão até Ilha Grande? Há 3 opções possíveis: de Mangaratiba, de Conceição de Jacareí ou de Angra dos Reis. A figura abaixo ilustra direitinho como funciona esse deslocamento:

Como chegar a Ilha Grande. Fonte: www.ilhagrande.com.br
  • Saindo de Mangaratiba, a viagem de carro é mais curta, mas a viagem de barco é mais longa (01:40hs de travessia). Há apenas um horário de embarque: sai de Mangaratiba em direção à Ilha Grande às 08hs e retorna às 17:30hs. O único ponto positivo, na nossa opinião, é o preço do barco, que é bem em conta: R$ 20,50 por trecho – para famílias grandes, é uma boa opção.
  • Saindo de Conceição de Jacareí, para quem vem do Rio de Janeiro, nos parece a melhor opção! Isso porque a viagem de barco é a mais curta (cerca de 20 minutos) e a viagem de carro não é tão longa assim (são 2 horas de viagem em média, saindo de qualquer um dos aeroportos do Rio). Por outro lado, o preço é mais salgado (R$ 160, 00 ida e volta, se comprar os dois trechos juntos).

Há vários horários de embarque e tem muitos estacionamentos disponíveis. Quando fomos, em maio de 2022, havia lanchas saindo de hora em hora. Chegamos por volta de 10:05 da manhã no porto e a lancha das 10hs já tinha saído; então esperamos e pegamos a das 11hs.

Como chegar a Ilha Grande - Conceição de Jacareí
Porto em Conceição de Jacareí, de onde pegamos a lancha pra ilha
  • Saindo de Angra dos Reis, tanto a viagem de barco (01:30hs de travessia) quanto a viagem de carro são mais longas – saindo da cidade do RJ. Mas, se você vem de São Paulo, por exemplo, a viagem de carro é mais curta. Há uma vantagem excelente em sair de Angra dos Reis: diferentemente dos outros pontos de embarque, é possível ir para outros lugares além da Vila do Abraão, como Araçatiba, Bananal e etc.

A saída do barco de Angra dos Reis é às 15:30hs e, aos finais de semana e feriados, às 13:30hs. A volta, saindo da Vila do Abraão, é sempre às 10hs. Custa R$ 20,50 por pessoa, por trecho. Também há opção de Flexi Boat em Angra: mais rápido, porém mais caro: 35 minutinhos de travessia, mas custa R$ 80,00 o trecho. Em regra, sai de hora em hora.

Outro ponto a ser decidido é sobre alugar – ou não – carro para chegar até Conceição de Jacareí ou Angra dos Reis. Nós não alugamos, porque acreditamos que, financeiramente, não valeria a pena.

Se você alugar o carro, tem o preço do aluguel, da gasolina e do estacionamento (que está por volta de R$ 30 a R$ 40 a diária). Para fazer um orçamento de aluguel de carro, clique aqui.

Ilha Grande
Praias paradisíacas em Ilha Grande

Se você preferir não alugar o carro, há duas opções de transfer: coletivo ou privativo. O transfer coletivo custa R$ 140,00 por pessoa, incluindo tanto a parte terrestre quanto o barco. O transfer coletivo é uma van que vai passando em diversos pontos do Rio de Janeiro, pegando os turistas de uma só vez: passa na Zona Sul, na rodoviária e nos aeroportos.

Quem explicou tudo pra gente foi a Alessandra (24 – 99959 6470), dona da nossa hospedagem Caminho da Praia. Ela tem contato dos guias e empresas locais e reserva os transfers pros turistas. Fique tranquilo que o valor será o mesmo se fechar com ela ou se fechar diretamente com as empresas. Então, o ideal é entrar em contato com ela e ver os horários disponíveis no período em que você vai.

Fizemos o transfer privativo com o Roni (21 – 96488-2307) e gostamos bastante. Ele nos cobrou R$ 500 ida e volta, para 2 pessoas – ou seja, R$ 250,00 por pessoa. Como ele nos buscou e nos deixou no aeroporto exatamente no horário em que combinamos, achamos que valeu a pena.

 VIla do Abrãao - Ilha Grande
Vila do Abrãao vista de cima!

Se fôssemos pegar o transfer coletivo, teríamos que esperar mais de 3 horas no aeroporto, tanto na ida quanto na volta. Fique ligado porque, se forem 3 ou 4 pessoas, o transfer privativo vale muito a pena, inclusive financeiramente falando!

Saindo do continente, é preciso pegar uma lancha que te deixa no porto principal de Ilha Grande, na Vila do Abraaão. Essa lancha se chama Flex Boat. Saindo de Conceição de Jacareí, pagamos R$ 160,00 por pessoa, ida e volta. Se comprar separadamente, sai R$ 100,00 cada trecho. Compramos na hora mesmo, não foi preciso reservar (mas lembre-se que fomos em maio, baixa temporada).

Como sabemos que é muita informação pra assimilar e eu já adoro uma planilha (rs), fizemos um resumo aqui embaixo pra vocês das opções para chegar a Ilha Grande. Valorizem esta planilha, porque reúne muitas informações super úteis e difíceis de serem encontradas em um lugar só.

Observação: os horários do Flex Boat saem, em regra, de hora em hora, mas é sempre bom conferir antes da sua viagem se isso está sendo cumprido à risca. No verão, inclusive, é muito comum ter barco a cada meia hora. Também há a opção de escuna, saindo de Conceição de Jacareí, mas, como ela não está sempre disponível, não colocamos na tabela. Custa R$ 50,00 0 trecho e demora entre 45 e 50 minutos de travessia.

ONDE FICAR EM ILHA GRANDE

Uma das decisões mais importantes em Ilha Grande é em que região da ilha ficar hospedado. Essa escolha vai interferir em toda a sua viagem! Nós, definitivamente, recomendamos ficar na Vila do Abraão. A Vila é o lugar em Ilha Grande onde estão localizadas a maior parte das pousadas, das lojas, dos restaurantes, das agências de turismo e de mergulho.

Vila do Abraão - Ilha Grande
Olha a quantidade de barcos estacionados na Vila do Abraão…

Para acessar todas as opções de hospedagem na Vila do Abraão, clique aqui.

Como você pode ver no mapa que colocamos acima, é onde chega a maior parte dos barcos vindos do continente. E, além disso, é de onde saem praticamente todos os barcos de passeios e de mergulho coletivos da ilha.

Inicialmente, nós tínhamos a ideia de ficar alguns dias em Abraão e depois alguns dias na outra parte da ilha. Não fizemos isso e confesso que, depois que chegamos à ilha, percebemos que foi uma escolha muito acertada.

Dividir a hospedagem entre a Vila do Abraão e outro local é bastante complicado. Há alguns hotéis que parecem muito bacanas no outro lado da ilha (como o Vila Pedra Mar ou a Pousada Mar da Lua). Acontece que não há embarcações que levam da Vila do Abraão diretamente até outros pontos da ilha.

Vila do Abraão - Ilha Grande
Vila do Abraão à noite, um charme!

Para chegar nestes outros locais, você precisa sair da Vila do Abraão e retornar ao continente. De Angra dos Reis, então, você pode pegar uma outra embarcação até outra praia da ilha (como Araçatiba, por exemplo). Viu como é trabalhoso?

E, na nossa opinião, ficar hospedado em outro local que não seja a Vila do Abraão não vale a pena – a não ser que você escolha um hotel e queria passar seus dias exclusivamente lá, descansando e aproveitando apenas o hotel.

Nesse caso, precisará pedir um barco particular sempre que quiser sair do hotel – para conhecer outras praias ou ir a algum restaurante, por exemplo. Além de bastante caro, a logística pode ser bem trabalhosa.

Vila do Abraão - Ilha Grande

Mas, como dissemos acima, se você quiser escolher um hotel top e ficar alguns dias aproveitando somente a hospedagem, pode ser uma boa opção. O hotel te orientará direitinho, mas lembre-se que, neste caso, o porto de saída precisa ser Angra dos Reis.

Além da Vila do Abraão ser o “coração” da Ilha Grande, onde estão localizados os restaurantes, lojas, agências de turismo e etc, é de lá que partem muitas trilhas que dão acesso a outras praias na ilha.

Para nós, a Vila do Abraão é, seguramente, o melhor lugar para ficar em Ilha Grande!

Ilha Grande - Ilhas Paradisiacas
Eu e minha mãe curtindo as ilhas paradisíacas!

MELHOR ÉPOCA PARA VISITAR ILHA GRANDE

Taí um tópico importantíssimo, que vai ter uma influência gigantesca na qualidade da sua viagem. Fizemos a viagem em maio e podemos dizer, com tranquilidade, que foi uma decisão acertadíssima!

Há muitos fatores que precisam ser levados em consideração na escolha da melhor época pra visitar Ilha Grande: quantidade de pessoas e de lanchas, chuvas, vida marinha, claridade da água e etc.

Então, vamos começar falando da chuva. Os meses mais chuvosos em Ilha Grande são justamente o verão, de dezembro a março. E, por outro lado, os meses mais secos são o inverno, de junho a agosto. Veja no mapa abaixo (as barras azuis representam a quantidade de chuvas):

Índice pluviométrico em Ilha Grande

O verão, além de ser a estação chuvosa, tem uma desvantagem clara em relação a outras épocas do ano: é a alta temporada e a ilha fica lotada de turistas. E isso, em Ilha Grande, pode ser um problema: a maior parte dos passeios é feita por meio de barcos e lanchas.

Imagine uma pequena ilha paradisíaca com dezenas, talvez centenas de lanchas ao redor; cada uma levando seus turistas e ouvindo sua própria música. Além de isto interferir na claridade da água (mais barcos movimentando as suspensões no fundo do mar), isso afasta a vida marinha.

Não há tartaruga que queira ficar nadando tranquila em meio àquela quantidade absurda de pessoas e de sons. Justamente por isso, amamos ter ido na baixa temporada – especificamente no mês de maio.

Ilha Grande - Ilhas Paradisiacas
Olha a cor dessa água na Praia do Dentista!

Na baixa temporada, há muito menos embarcações e turistas, o que significa que a água está bastante cristalina e que os animais ficam à vontade, bem pertinho da gente. Perdemos as contas de quantas tartarugas vimos, quantos cardumes de peixes e, no mergulho com cilindro, até cavalos-marinhos.

No inverno, nos meses de junho, julho e agosto, também é baixa temporada (à exceção daquelas duas semanas de férias em julho, em que a ilha fica mais cheia). Chove bem menos, o que é claramente uma vantagem, mas lembre-se que estará mais friozinho. Se isso não for um problema pra você, é uma boa época pra conhecer a ilha!

Ilha Grande - Ilhas Paradisiacas

Para nós, maio é a melhor época para visitar Ilha Grande. Isso porque a chuva já deu uma trégua, é baixa temporada e ainda não está tão frio como junho. Muitos seguidores do nosso Instagram, que acompanharam nossa viagem ao vivo, perguntaram sobre a temperatura da água.

E, vamos ser sinceros, é fria! Pelo menos em maio, quando fomos, achamos a água fria, mas isso não nos impediu de aproveitar os passeios. Caímos na água todos os dias e curtimos bastante. Nos falaram que, no verão, a água fica quente, mas, cá entre nós, não acreditamos muito nessa informação… kkkk. Água quente no mar do Rio de Janeiro? Sei não, hein… rs.

Em maio, durante o dia, saíamos com roupa de praia normal – biquíni, canga, saída de praia -, mas, à noite, dava uma esfriadinha boa. Eu levei várias roupinhas bonitinhas, mas todos os dias usei calça e casaco para jantar, pra ficar bem quentinha, rs.

Onde ficar em Ilha Grande
Nossa hospedagem Caminho da Praia

ONDE SE HOSPEDAR NA VILA DO ABRAÃO

Você já sabe que recomendamos ficar na Vila do Abraão. Onde, então, ficar hospedados na vila? Nossa escolha foi o Caminho da Praia (24 – 99959 6470) e, nos parágrafos seguintes, vamos explicar porque gostamos tanto de ficar hospedados lá.

A primeira coisa a se falar é que, diferentemente de outras ilhas – como Fernando de Noronha, por exemplo -, a Ilha Grande é um lugar acessível, com hospedagens e restaurantes em conta, para quem deseja gastar pouco ou está com o orçamento apertado.

Onde ficar em Ilha Grande
Tudo super limpo e arrumadinho 🙂

Neste link, você acessa todas as opções de hospedagem da ilha, dos mais caros aos mais baratos. Em regra, as hospedagens são confortáveis, mas simples na Vila do Abraão. Poucas pousadas, por exemplo, têm piscina. Não é um local de hotéis de luxo.

O Caminho da Praia, onde nos hospedamos, é super bem localizado (lembre-se que, na ilha, tudo é feito a pé). Fica na Praia do Canto, que é a melhor praia pra banho de mar na Vila do Abraão. A foto abaixo ilustra direitinho (marcada em um círculo vermelho!) onde ficamos hospedadas:

Nossa suíte Caminho da Praia, a poucos metros do mar!

Exatamente em frente ao nosso quarto, fica o Las Sorrentinas – disparado, o melhor restaurante da ilha (e o mais famoso também!). É um restaurante argentino de massas recheadas, em que você escolhe o molho e o recheio. Imperdível!

E, a 1 minuto a pé do Caminho da Praia, fica o outro restaurante imperdível de Ilha Grande: o Lua e Mar, que serve pratos típicos na areia, à beira-mar (recomendamos bastante o carro-chefe da casa, o peixe com banana!).

Bom, já deu pra perceber que a localização é excelente, né? E o quarto é um charme. Eu fiquei com minha mãe na Suíte Mar, para até 3 pessoas (Babinho não pode tirar férias no trabalho e aproveitei essa viagem pra curtirmos só as meninas – eu, minha mãe e minha filhinha, na barriga!)

 Onde comer em Ilha Grande - Las Sorrentinas
Vista da nossa janela: o restaurante mais delicioso da ilha, o Las Sorrentinas!

A suíte é decorada com o tema mar e toda equipada: com wi-fi, banheiro, ar condicionado, micro-ondas, sanduicheira, cafeteira, frigobar e utensílios pra café da manhã. Tem também um mini escritório, com cadeira e mesa, que é excelente pra quem está de home office, por exemplo.

O banheiro é uma gracinha, todo decorado com detalhes de fundo do mar. É espaçoso e o chuveiro é excelente. A cama de casal foi suficiente para mim e para minha mãe, mas, se eu estivesse com o Babinho, provavelmente ficaria um pouco apertada, porque é o tamanho padrão.

Nós tomamos café da manhã todos os dias na suíte. Compramos os itens do mercado e preparávamos ovo no micro-ondas, chá, suco, iogurte, sanduíche, frutas e etc. Inclusive, encomendamos um pão caseiro delicioso pra quase todas manhãs!

Nosso café da manhã 🙂

Aliás, recomendamos bastante: é a Culinária Roots (24 – 99231 7603). Eles produzem pães caseiros veganos e têm uma lista enorme de sabores. Entregam bem quentinho de manhã. Recomendamos bastante o pão de coco com chocolate, que delícia pra começar o dia!!

A Alessandra, dona do Caminho da Praia, é um amor de pessoa e trata os hóspedes com muito carinho. Pra começar, ela, sempre que pode, recebe os hóspedes no porto e vai caminhando até as suítes. Isso ajuda bastante, porque quem está indo pela primeira vez fica bastante perdido ao desembarcar da lancha.

Além disso, ela também tem uma agência de viagens, a A Trip, que faz locação de lanchas em passeios privativos. E, normalmente, ela organiza os passeios de lancha com os próprios hóspedes das suítes.

Ilha Grande

Como o passeio é privativo, dá pra fazer o roteiro que os clientes quiserem. O valor do passeio é dividido entre o número de pessoas que participar do passeio (é pago à parto da diária de hospedagem). Fizemos o passeio das ilhas paradisíacas e recomendamos bastante.

Mas vamos falar mais sobre isso no artigo que sairá daqui a alguns dias, sobre o que fazer na Ilha Grande. Por hora, podemos dizer que a lancha é novíssima, reformada e muito mais confortável do que a grande maioria das lanchas que a gente viu saindo pros passeios.

O aluguel da diária no Caminho da Praia custa a partir de R$ 170,00 e é um excelente custo/benefício na Ilha Grande. Recomendamos bastante! Eles também possuem uma casa para aluguel, que fica no mesmo terreno das suítes, mas à beira-mar (pé na areia!). Quer uma boa notícia? Pra conseguir 10% de desconto na hospedagem do Caminho da Praia, basta falar pra Alessandra que você é leitor ou seguidor do Aventuras pelo nosso Mundo! 😍 

 Ilha Grande

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Ilha Grande é um destino lotado de gringos, mas ainda pouco procurado por brasileiros. No nosso próximo artigo, vamos falar em detalhes sobre tudo o que há pra fazer em Ilha Grande. Já adiantamos que passar apenas um final de semana na ilha é furada. Lá tem muiiita coisa legal pra fazer.

Para acessar o nosso artigo “O que fazer em Ilha Grande”, clique aqui. O artigo vai te dar um panorama completo dos melhores passeios, trilhas, dicas e restaurantes da ilha. Está super completo e atualizado!

Se você precisar alugar um carro, recomendamos a RentCars.com. E, se você preferir contratar um Seguro Viagem para se sentir mais seguro e tranquilo, recomendamos sempre os seguros de viagem da SegurosPromo. Você consegue comparar várias operadoras de seguro e ganha 5% de desconto com nosso cupom NOSSOMUNDO5 ! Clique aqui e confira!

 Ilha Grande
Curtindo Ilha Grande com nossa filhinha na barriga!

Se você curte mergulho e snorkel, não pode deixar de ler nosso artigo sobre Fernando de Noronha, que é verdadeiro guia subaquático da ilha. Acesse o artigo clicando aqui.

E, se gosta de águas cristalinas e vida marinha, não pode deixar de ler nossos artigos sobre as Ilhas Maldivas, que estão realmente surpreendentes! Acesse aos artigos clicando aqui.

E, se quiser ver mais fotos e vídeos das nossas aventuras, segue a gente lá no instagram!  Qualquer dúvida, só chamar lá!

Até a próxima aventura,

Carol e Babinho.

NOTA: Nossa hospedagem no Caminho da Praia ocorreu por meio de uma permuta. Entretanto, este artigo foi escrito com base nas nossas opiniões e experiências e não sofreu qualquer tipo de interferência.

Booking.com

Quem Somos

cópia de 130729_4998-1024x1536.jpg

Olá! Somos Carol e Babinho, um casal parceiro, que ama experiências inusitadas pelo Brasil e pelo mundo - especialmente ligadas a aventura, esportes e natureza.
Saiba mais

Booking.com

Planeje sua viagem

chip internacional

INTERNET NO EXTERIOR

seguro viagem

SEGURO VIAGEM

aluguel de carro

ALUGUEL DE CARRO

passagens aereas

PASSAGENS AÉREAS

Rolar para cima